Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 13 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política partidária/ Presidente do PRS destaca necessidade de colocar Guiné-Bissau no primeiro plano

2016-01-14

(ANG) - O Presidente do Partido da Renovação Social (PRS), segunda maior força politica, destacou a necessidade de colocar o futuro da Guiné-Bissau no primeiro plano, para não adiar o desenvolvimento do país.



Em entrevista ao jornal “O Democrata”, inserida na edição de quarta-feira deste semanário, Nambeia disse que já chegou o momento dos guineenses advogarem para o pais.

“Passaram vários anos em que não houve uma visão de entendimento e de diálogo entre as forças vivas da nação nem de cedência entre as forças políticas e partidárias que pretendem governar o país. São esses os motivos de instabilidade vivida actualmente”, referiu Nambeia.

O Presidente do PRS acrescentou que a falta de diálogo é um dos motivos da crise política vivida no país, sublinhando que chegou o momento dos guineenses porem as suas mãos na consciência e pensarem no interesse colectivo.

“Quando nós pedimos que queríamos ser padrinho da paz não pedimos só para pedir, sentimos isso no coração. Infelizmente, muitos falam da paz sem que na verdade a paz esteja nos seus espíritos”, lamentou .

Alberto Nambeia aconselha aos guineenses a não se optarem pela via das brigas, mas sim, de união para promover o desenvolvimento do país.

“Na democracia ninguém ganha tudo, assim como ninguém tem razão absoluta. É bom sentar-se na mesma mesa para negociar e não abusar da razão que temos”, exortou o Presidente do PRS.

O líder dos renovadores lançou um apelo aos guineenses no sentido de perdoarem uns aos outros e advertiu que, se a Guiné-Bissau continuar do jeito em que está, as gerações vindouras vão condenar os seus antecessores. “É necessário mudar de política de modo a ter um país estável e em desenvolvimento”, disse.

O PRS celebra hoje o seus 24 anos de existência com várias actividades de caracter política e recreativa.

ANG/AALS/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw