Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Saúde
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Rede de Associaçöes Juvenis doa materiais para prevenção de cólera e ébola

2015-07-10

(ANG)- A Rede de Associaçöes Juvenis (RAJ) doou esta quinta-feira diversos materiais às organizações de desenvolvimento comunitária para a prevenção da doença de cólera e ébola.



O presidente do RAJ, Amatidjane Seide, explicou na ocasião, que o donativo é constitituido de lixívia, sabão comprimido desinfetante chamado Aquatab, bidões plásticos para conservação da água, lonas, entre outras.

Amatidjane garantiu que este ano os trabalhos do RAJ na limpeza e sensibilizações não vão ser só nos bairros, mas também nos mercados, sublinhando que o mercado é o centro das contaminações.

”Temos fronteira com o país contaminado pelo vírus de ébola e a cólera é frequente nas épocas das chuvas.Assim sendo, devemos tomar muito cuidado no sentido de maior prevenção para se evitar a contaminação”disse o Presidente do RAJ.

Acrescentou que a zona sul do país vive momentos de ameaça de contaminação do vírus de ébola, sublinhando que é por isso que o RAJ decidiu doar apoio aos mais carenciados.

«Nesta primeira fase só beneficiamos organizações comunitárias de Bissau, mas a segunda vai ser para os diferentes regiões e diferentes centros de saúde do país», explicou Amatidjane Seide.

O presidente do RAJ pediu para que os materiais doados não sejam comercializadas, acrescentando que o objectivo é atingir e proteger as camadas mais vulneráveis.

Por sua vez, o porta-voz dos beneficiários, Ivanildo Bacurím agradeceu o gesto do RAJ e prometeu fazer com que os materiais recebidos cheguem ao destino previsto.

“Neste momento o ébola é uma preocupação à nível mundial, a Guiné-Bissau sendo um país em alerta máxima todo cuidado é pouco, sendo assim a oferta chegou no momento propício e desejamos que o gesto continuasse”, disse Ivanildo Bacurím. A iniciativa foi realizada com apoio da UNICEF, dos parceiros tradicionais e dos parceiros de desenvolvimento.

ANG/AALS/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw