Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise na ANP/ Parlamento Infantil "chocado e triste" com actual situação política do país

2016-01-19

(ANG) - A Presidente do Parlamento Infantil (PI) disse que está muito chocada e triste com a actual situação politica do país, mas mostrou-se esperançada numa solução que permita ultrapassar a crise prevalescente.



Em declarações à imprena, Nela Augusto Manteji lembrou que o PI e os órgãos estatais do país haviam assinado um compromisso para o cumprimento da Agenda Nacional elaborada pelo movimento "República de Mininus“.

Na altura, prosseguiu a Presidente do PI, os assinantes prometeram respeitar os direitos das crianças e aplicar, na íntegra, a Convenção Internacional sobre os Direitos dos menores.

“Eperamos que irão priorizar o diálogo para ultrapassar todas as discórdias e considerar as crianças factor de Unidade Nacional", frisou recorrendo a um ditado crioulo que diz que "por mais quente que possa ser, sempre acabará por esfriar".

Exorta aos "mais velhos" a terem em conta sempre a necessidade de trabalhar em prol das gerações vindouras, que serão o futuro do país. "O futuro não se prepara amanhã, mas sim hoje", filosofou Nela Mantije.

A Presidente do PI destacou que as crianças necessitam de viver num país tranquilo, em paz e estabilidade para que possam estudar e assim poderem, no futuro, tomar conta da "pátria de Amílcar Cabral".

Nela Augusto Mantiji pediu aos deputados que coloquem o diálogo em primeiro lugar e que procurrem entender-se uns coms os outros. "Afinal de contas são todos irmãos de uma só nação", referiu.

O parlamento guineense nao conseguiu segunda-feira, como previsto, reapreciar e votar o Programa de Governo devido a devirgencias relacionadas à substituicao de 15 deputados da bancada do PAIGC, no poder, expulsos do partido por "violacão grave dos estatutos" e cuja perda de mandato foi já declarada pela Comissão Permanente da Assembleia Nacional Popular.

ANG/MSC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw