Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 17 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Morés/ Vice Presidente do PAIGC denuncia “manobras para derrube do Governo”

2016-01-25

(ANG) - O 1º Vice Presidente do PAIGC e Primeiro-Ministro, Carlos Correia denunciou sábado o que considera serem manobras em curso para derrubar o seu governo, de r pessoas cujos nomes não mencionou.



Carlos Correia falava na vila de Morés, região de Oio, quando presidia as comemorações de 53º aniversario de início da luta armada contra o colonialismo português, que foi instituída como o “Dia dos Combatentes da Liberdade da Pátria”.

Carlos Correia reconheceu que todo o esforço que o PAIGC fez para desenvolver o país ainda é pouco tendo em conta os enormes entraves encontrados pelos seus sucessivos governos.

"Todos nós sabemos que houve várias interrupções da nossa caminhada , que nos levou até ao último golpe de Estado, de 12 de Abril de 2012, e que nos forçou a mais um período de transição que vigorou até finais de 2014", explicou.

Correia lembrou que no VIII Congresso do partido realizado em Cacheu, entendiam que seria um momento importante para repor o partido no lugar que devia ocupar no xadrez político nacional.

"Com a vitória do partido nas eleições legislativas de 2014 com maioria absoluta, foram criadas as condições para dar ao nosso povo a esperança de um desenvolvimento de que tanto almeja", disse.

Sublinhou que os resultados conseguidos durante um ano de exercício do executivo de Domingos Simões Pereira foi sentido por todos os guineenses.

"A perspectiva de desenvolver o país foi interrompida com a criação do primeiro plano de instabilidade em Agosto de 2015, com o derrube do governo de Domingos Simões Pereira e que viria a falhar porque a verdade foi reposta e voltaram a inventar o segundo plano que igualmente não teve êxito e o terceiro em curso vai, de certeza, falhar porque esperamos que as pessoas não vão voltar a enganar o nosso povo", vincou.

Carlos Correia afirmou que as pessoas que acusam o governo de corrupção são os primeiros corruptos, e promete provar que são os verdadeiros corruptos. ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw