Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 13 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política/ “O país corre o risco de voltar à transição”, diz "Voz di Cidadão do Mundo"

2016-01-27

(ANG) - O coordenador do Movimento "Voz di Cidadão do Mundo" disse terça-feira que a Guiné-Bissau está na iminência de, mais uma vez, voltar ao período de transição com o agravar da crise politica.



Em conferência de imprensa realizada em Bissau, António Pedro da Góia defendeu a necessidade das Nações Unidas intervirem na situação política guineense, sublinhando que o país está na eminência de voltar na mesma situação como a de 2012.

"É muita pena realizarmos as eleições em 2014 e voltarmos a estar a pensar em preparar uma outra em 2016 sem que haja meios para tal", lamentou, salientando que os governantes não estão a pensar o país, mas sim os seus interesses pessoais", refere o Coordenador do Movimento.

Acrescentou que o país está mergulhado numa profunda crise, porque os governantes não têm a ideologia de governar.

António Pedro da Góia aconselha aos guineenses a se preocuparem com a forma de tirar o país da situação da crise em que se encontra mergulhado em vez de ficarem atrás dos grupos de interesseiros que lhes dão migalhas de 2000 ou 5000 mil francos CFA, o que obviamente não servirá para resolver os problemas.

"Num país que vive de conflito em conflito torna-se mais fácil a penetração dos narcotraficantes, banditismo e negócios ilícitos e isso cria entraves ao desenvolvimento e bem-estar de um povo", considerou António Pedro da Góia.

Sublinhou que os governantes não têm a mesma ideologia, mas sim o mesmo objectivo que é o de governar e de enriquecer rapidamente a custa do povo.

O Movimento "Voz di Cidadão do Mundo" sugere a realização de uma Conferencia Internacional, o mais tardar até 2017, para se criar espaços para quadros, quer residentes no estrangeiro assim como no país, discutirem perspectivas de desenvolvimento , paz e estabilidade.

ANG/AALS/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw