Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 13 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Correios/ Trabalhadores iniciam greve de 30 dias

2016-01-28

(ANG) - O Sindicato dos Correios da Guiné-Bissau (SCGB) iniciou hoje uma greve com a duração de 30 dias a reivindicar o pagamento de 70 meses de salários em atraso .



Segundo informou a ANG o Presidente da Comissao Negocial dos grevistas, Bernardino Santos, os trabalhadores optaram por esta via depois de o patronato não ter cumprido o memorando de entendimento que havia assinado em Novembro de 2015 com o comité sindical de base para desbloquear o pagamento de nove meses de salários em atraso.

``Terminamos a primeira vaga de greve quarta-feira e logo hoje iniciamos uma outra, desta vez com a duração de 30 dias", disse Bernardino tendo responsabilizado a direcção da empresa pelo clima de crispação que caracteriza as suas relações.

Considerou atitude de força, a colocação das forcas da ordem à entrada da empresa por ordem direcção. “Essa atitude de força demonstrada não nos deixou outra solução que não seja ir para a greve”, fundamentou.

Aquele sindicalista advertiu que caso a greve dos 30 terminar sem verem respondidas as suas reivindicações irão decretar outra nova greve por tempo indetermindado, e não descarta a hipótese de recorrer a uma queixa crime contra a direcção se ate lá não receberem nenhuma resposta.

Questionado se já foram contactados pelo governo, na pessoa do Secretario de Estado dos Transportes e Comunicações, o presidente da comissão da greve disse que não.

“O governo está com o pensamento na Assembleia Nacional Popular por causa do seu programa”, referiu.

O presidente da comissão de greve do sindicato de base dos trabalhadores dos Correios reconheceu a situação carente do pais por isso disse estar disponível à negociações com o governo.

ANG/MSC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw