Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 14 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Síria/ Rússia alerta para risco de guerra mundial com ofensiva terrestre estrangeira

2016-02-12

(ANG)- O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, considerou que uma ofensiva terrestre estrangeira na Síria poderia provocar "uma nova guerra mundial", durante uma entrevista concedida ao jornal económico alemão Handelsblatt, que será publicada na sexta-feira.



"As ofensivas terrestres geralmente conduzem a uma guerra que acaba sendo permanente", advertiu o primeiro-ministro, para quem "todas as partes devem ser obrigadas a se sentar à mesa de negociações ao invés de desencadear uma nova guerra mundial".

"Os americanos e nossos parceiros árabes precisam pensar muito sobre isto: eles querem uma guerra permanente?", teria perguntado durante a entrevista ao jornal.

"Eles realmente acham que vão vencer uma guerra assim rapidamente? É impossível, especialmente no mundo árabe. Lá todo mundo combate todo mundo... Tudo é muito mais complicado. Pode levar anos ou décadas", prosseguiu.

"Por que isto é necessário?", perguntou, segundo um trecho divulgado da edição de sexta-feira do jornal.

"Todos os lados precisam ser levados à mesa de negociações ao invés de incentivar uma nova guerra mundial", acrescentou.

Entretanto, o governo americano acusou a Rússia, na quinta-feira, de ter "exacerbado" o conflito na Síria com seu apoio militar às forças do governo, no âmbito de uma conferência internacional em Munique que tenta encontrar uma saída para a crise.

"Foi o apoio russo ao governo de (Bashar) Al-Assad nesses últimos meses e, mais recentemente, durante o cerco a Aleppo, que exacerbou, intensificou o conflito", rebateu o porta-voz do Departamento de Estado americano, Mark Toner, depois que o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, advertiu que uma ofensiva terrestre estrangeira na Síria poderia provocar "uma nova guerra mundial".ANG/Angop


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw