Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Todas as categorias
Desporto
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Desporto/ Futebol/ Paulo Torres nega que tenha sido demitido do cargo de seleccionador nacional

2016-02-16

(ANG) - Paulo Torres que supostamente foi despedido do cargo de seleccionador de futebol da Guiné-Bissau nega que tenha sido despedido dessas funções e afirma que ainda é seleccionador nacional.



Citado pela “Rádio Jovem” o técnico português terá fundamentado que ainda tem contrato valido até Dezembro, e que até agora não foi rescindido o contrato, e que está inclusive a preparar o próximo jogo da selecção nacional, a ter lugar em Março.

Entretanto, a Federação de Futebol da Guiné-Bissau(FFGB)já veio explicar que convidou Baciro Candé para treinar a Selecção Nacional e que Paulo Torres foi despedido do cargo.

Segundo a “Rádio Joven” a federação já comunicou ao governo da sua decisão e que cabe ao executivo resolver a questão do técnico português.

No entanto, Baciro Cande, confirmou na semana passada ter substituído Paulo Torres nas funcoes de seleccionador nacional.

“Aceitei o convite para orientar a selecção nacional de futebol e estou já a preparar o próximo jogo de Março. Por isso, uma equipa técnica deve viajar nesta semana para a captação dos jogadores na Europa”.

Para o governo a FFGB antes de contratar o novo técnico, primeiro, deveria resolver da melhor maneira possível a saída do actual treinador, (Paulo Torres) o que não foi o caso.

O governo através do secretário de Estado dos Desportos já fez saber que não vai pagar duas equipas técnicas na mesma selecção de futebol.

Ainda segundo a “Rádio Jovem”, que cita fontes do executivo, os fundamentos da Federação para rescindir com Paulo Torres vão contra o contrato assinado entre as partes.

“Não iremos reconhecer uma eventual nova contratação enquanto não se clarificar a situação actual”, dissera fonte do executivo a rádio Jovem. ANG/LPG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw