Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 19 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise Política/ PRS qualifica de "manobras do PAIGC" adiamento da sessão da ANP

2016-02-16

(ANG) - O Partido da Renovação Social(PRS) considerou o adiamento da sessão da ANP que devia iniciar segunda-feira como mais uma manobra do PAIGC para ganhar tempo de modo a obter uma nova "restrição judicial formatada aos seus interesses".



Em conferência de imprensa realizada hoje na sua sede, em Bissau, o Porta-Voz dos renovadores, Victor Pereira denunciou o impedimento aos deputados da Nação do acesso às instalações da ANP, apesar da última ordem do Tribunal Regional de Bissau e numa clara violação dessa decisão.

«Aproveitamos para informar que o PRS responsabilizará criminalmente quem impedir o acesso dos seus deputados às instalações da ANP", prometeu Victor Pereira .

O Porta-Voz do PRS disse que esta situação atingiu o auge com o pedido do PAIGC para a intervenção do Presidente da República, que a todo o custo tem tentando fazer as partes desavindas se sentarem para se encontrar uma solução política.

"Neste esforço que é pedido às partes, o PAIGC pautou-se pela ausência alegando formato institucional, quando o que está em cima da mesa são questões em que no seu devido lugar, na Assembleia Nacional Popular, tiveram o tratamento merecido", explicou.

Pereira revelou que, paralelamente, assistiu-se a aproximação sem êxito dos dirigentes do PAIGC ao líder dos renovadores ,”para promover encontros que visem, não se sabe bem o quê, senão uma total e completa desacreditação dos esforços do Presidente da República na busca de uma solução política para esse impasse”.

Victor Pereira disse que, o que move o PRS é fundamentalmente a sua agenda que passa necessariamente pelo cumprimento escrupuloso da lei e das regras constitucionais, acrescentando que o seu partido não poderá permitir, impávido e sereno à promoção da subversão dos pilares de um Estado Democrático.ANG/ÂC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw