Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 19 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise Politica/ Miguel Trovoada pede estabilidade

2016-02-23

(ANG) - O enviado da ONU para a Guiné-Bissau afirmou no sábado à Rádio das Nações Unidas ser importante estabelecer um pacto de estabilidade para resolver a crise política naquele país.



Miguel Trovoada referiu o interesse de se criarem “regras básicas de orientação e gestão” no relacionamento entre as instituições guineenses “porque é isso que está em causa” e lamentou as dificuldades de relacionamento “resultantes da má interpretação particular dos dispositivos” legais, apesar da Constituição guineense “consagrar atribuições e competência de cada órgão de soberania”.

O enviado da ONU disse que na Guiné-Bissau existem órgãos de soberania, cada um com competências próprias e ligações entre si.

“Como há competências partilhadas isso supõe uma conformação da vontade daqueles órgãos” que comparticipam no que se pode “chamar o executivo, embora não seja no sentido estrito da palavra, que é Governo”, referiu.

Miguel Trovoada afirmou que “a situação na Guiné-Bissau tem criado bloqueios” e que “a falta de diálogo entre as instituições guineenses ” impede que se ultrapassem situações que “podiam ser resolvidas rapidamente”.

“As posições radicalizaram-se, o que deu no que já se sabe, caiu o Governo resultante das últimas eleições gerais, há outro em exercício mas não há por parte das instituições um entendimento que permita o seu funcionamento normal”, concluiu o enviado da ONU. ANG/JA


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw