Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política/ PAIGC rejeita proposta de solução do Presidente da República

2016-03-01

(ANG) - O Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde(PAIGC), considerou, segunda-feira que a proposta do Presidente da República, José Mário Vaz, não reflecte a realidade actual e “serve apenas para situações depois de golpes de Estado ou em pactos de transição”.



Segundo a proposta, as diferentes partes deveriam comprometer-se a desistir de todas as queixas interpostas na justiça e os 15 deputados expulsos do Parlamento deveriam retomar os seus lugares.

O Governo manter-se-ia em funções, mas também teria de trabalhar para alcançar consensos no Parlamento para que o programa de Governo, o Orçamento Geral de Estado e outros instrumentos da governação sejam aprovados.

“O acordo proposto pelo chefe de Estado é muito parecido com os acordos celebrados pós-golpes de Estado ou em situações de governo de transição política”, disse à imprensa Manecas dos Santos, do buereau politico do PAIGC.

“O que vem na proposta é absolutamente inaceitável. Nós não estamos em ilegalidade nenhuma. Existe um Presidente da República, uma Assembleia Nacional Popular e um governo a governar o país, portanto não estamos numa situação de pós-golpe de Estado”, referiu Dos Santos.

O dirigente deixou claro que o PAIGC vai continuar a governar e que não pactuará com acordos que ultrapassam as leis da República, pelo que entende que quem se sentir lesado deverá recorrer às instâncias judiciais.ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw