Select Page

Detidos 64 estrangeiros suspeitos de receberem treinamento militar secreto  no país 

Detidos 64 estrangeiros suspeitos de receberem treinamento militar secreto  no país 

(ANG) – As forças de segurança e serviços Secretos da Guiné-Bissu realizaram uma operação conjunta, no dia 29 de Abril, que resultou na detenção de 64 indivíduos de diferentes nacionalidades suspeitos de receberem treinamento militar clandestino na região de Gabu, noticiou hoje a Rádio Sol Mansi.

Os treinamentos decorriam durante a noite, na antiga pista de aviação de Gabu, o que deixaram os moradores daquela zona assustados.

Os treinos começavam todos os dias por volta das 21 horas e vão até à madrugada.

De acordo com a Rádio Sol Mansi, os detidos são de diversas nacionalidades, nomeadamente cidadãos de Mali, da Guiné-Conacri,  da Costa de Marfim e Mauritânia.

Esta situação levantou  preocupações sobre possíveis atividades ilícitas na região. Entre os presos estão quatro mulheres e um adolescente da nacionalidade Conacri-Guineense.

 A Sol Mansi refere             que  a descoberta das atividades clandestinas e a subsequente detenção dos suspeitos foram resultados diretos de várias denúncias feitas pelos populares daquela zona.

A  Rádio Sol Mansi  noticiou que as fontes  não especificaram  a natureza exata do treinamento realizado pelos detidos, mas confirmam que as pessoas presas não usavam uniformes militar ou policial e nem utilizavam armas de fogo, mas que puderam confirmar que se tratava de  instrução militar; desde a manipulação da arma até as técnicas do combate.

Segundo Rádio Sol Mansi,  os líderes do grupo foram presos com telemóveis de alta gama e com valores em dinheiro  que ultrapassam  milhão de francos cfa.

Segundo as mesmas fontes, citadas pela Rádio Sol Mansi, o que levantou mais suspeita  é que, apesar de exibirem luxos, justificaram que vieram para Guiné-Bissau à procura de trabalho, sem no entanto se apresentarem uma  documentação que comprovasse que tivessem entrado no país por via legal.

“Dos 64 indivíduos detidos durante a operação de segurança na região leste da Guiné-Bissau, sete (07) foram identificados como responsáveis e foram conduzidos para  Bissau, para interrogatório e investigação mais aprofundados, e os 57 foram encaminhados para a prisão de Bafatá”, transmitiu a RSM.

A Rádio Sol Mansi informou ter deslocado até a esquadra de polícia da Ordem Pública onde estes indivíduos se encontram detidos, mas que as autoridades locais se recusaram a fazer qualquer comentario sobre  o assunto,  que já é do conhecimento das autoridades políticas, militares e paramilitares.

Conforme a RSM  o centro prisional de Bafatá já enfrenta  dificuldades para garantir a alimentação dos detidos que consomem diariamente  25 kg de arroz.

 ANG/ Rádio Sol Mansi

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031