Select Page

Literatura/Odete  Semedo recebe Prêmio Literário Guerra Junqueiro, Lusofonia 2023

Literatura/Odete  Semedo recebe Prêmio Literário Guerra Junqueiro, Lusofonia 2023

(ANG) –A escritora guineenseMaria Odete Costa Semedo dedicou este fim de semana seu   “Prêmio Literário Guerra Junqueiro 2023”, ás mulheres sem oportunidades de frequentar escola.

Odete Costa Semedo foi agraciada com o Prêmio Literário Guerra Junqueiro Lusofonia 2023, em reconhecimento à sua contribuição significativa para a cultura e literatura de língua portuguesa.

Semedo dedicou o prêmio às mulheres guineenses que, apesar de não serem escolarizadas, continuam a dar o seu melhor pelo bem do país e de seus filhos.

A premiação, que celebra a literatura lusófona, foi entregue na terça-feira,(9), durante as comemorações do centenário da morte de Guerra Junqueiro, em Lisboa.

Em entrevista à Rádio Sol Mansi, a escritora, primeira mulher a ganhar o prêmio, destacou que, apesar das dificuldades, as mulheres guineenses possuem saberes valiosos que poderiam ser compartilhados através da escrita, mas que não tiveram a oportunidade de frequentar a escola.

“Dedico o prémio às mulheres porque a minha inspiração é a Guiné-Bissau e a luta das mulheres. Dedico o prémio, sobretudo, às mulheres que não têm a oportunidade de frequentar a escola, mas que possuem conhecimentos e ensinamentos valiosos que poderiam ser transmitidos através da escrita. Infelizmente, elas não tiveram a chance de estudar”, explicou Semedo.

Ela também dedicou o prêmio à sua mãe, que, apesar de não saber ler e escrever, conhecia as letras do alfabeto por ser costureira e incentivava as pessoas a estudarem.

“Isso demonstra que ela reconhecia o valor da educação”, enfatizou a escritora.

Odete Semedo, considerada uma das vozes mais importantes da literatura guineense, valoriza a língua crioula em seus textos. Para ela, este prémio representa o reconhecimento do trabalho realizado até agora no campo da literatura.

Semedo ressaltou ainda que os escritores são chamados a ser pontes para a liberdade e prosperidade de uma comunidade.

“Quando alguém pode falar, escrever e desafiar o que não é bom, essa pessoa está construindo uma ponte para a liberdade e prosperidade da comunidade. Quando não se pode falar, escrever e se expressar, significa que não está cumprindo seu papel como escritor”, afirmou.

Ela também destacou que a literatura é um espelho da cultura, sociologia e história, enriquecendo quem a lê.

“Existem várias coisas que a literatura nos traz e nos mostra. Se aceitarmos ler e observar, vamos aprender muito. Por isso dizem que a literatura é como uma viagem. Quem lê viaja pelo mundo, encontrando várias culturas, personagens e civilizações”, defendeu Semedo.

O Prêmio da Lusofonia Guerra Junqueiro, criado em 2017, reconhece escritores de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, com o objetivo de promover a união entre os países falantes do português através da literatura.

Odete Costa Semedo é uma renomada escritora e poeta cujas obras exploram temas de identidade, cultura e história. Sua carreira literária é marcada por uma profunda ligação com as raízes africanas e a língua portuguesa, refletindo a riqueza e diversidade da lusofonia.

A entrega deste prémio reforça seu papel como uma das vozes mais importantes da literatura contemporânea em língua portuguesa.ANG/JD/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031