Select Page

Ansu Fati oferece cirurgias aos olhos a centenas de guineenses de todo o país

Ansu Fati oferece cirurgias aos olhos a centenas de guineenses de todo o país

(ANG) – Ansu Fati, do Barcelona, está a oferecer cirurgias à vista gratuitas a centenas de guineenses de todo o país, que são atendidos por uma equipa de dez médicos que enviou da Catalunha para Bissau.

Desde segunda-feira passada, o orfanato Casa Emanuel, nos arredores da capital guineense, tem sido o destino procurado por pessoas de todas as idades, na esperança de serem atendidas para cirurgias às cataratas.

A equipa médica espanhola – médicos e enfermeiros – não tem mãos a medir. A meta é operar pelo menos 500 pessoas antes de regressarem à Catalunha.

O orfanato Casa Emanuel, gerido por missionárias da Costa Rica, foi alvo de obras de requalificação, pagas pela Fundação Ansu Fati, para agora albergar um bloco operatório moderno montado pelos médicos espanhóis.

As cirurgias são feitas a laser e os pacientes não pagam nada, conforme disse à Lusa Campum Mané, tio de Ansu Fati e coordenador da iniciativa, que considera ser uma “retribuição de Ansu por tudo o que conseguiu no futebol”.

“Só para se ter uma noção, em Espanha, cada operação desta natureza num olho custa três mil euros. Aqui na Guiné, com a ajuda da Fundação Ansu Fati, temos isso de graça”, observou Campum Mané, primo do pai do jogador do Barcelona.

Em 2023, a Fundação Ansu Fati levou a mesma iniciativa à zona leste da Guiné-Bissau, tendo na altura custeado as cirurgias às cataratas a 300 pessoas.

No futuro, o jogador nascido em Bissau pensa desenvolver projetos nas áreas da educação e infraestruturas sociais, disse Campum Mané.

“Através da sua fundação, o seu objetivo é compartilhar com os filhos da Guiné o que ganha no futebol”, referiu o tio do jogador.

O orfanato Casa Emanuel normalmente é procurado por grávidas, mas nos últimos dias registou uma afluência inusitada de adultos, sobretudo pessoas idosas com problemas de vista.

Joaquim Eanes é um antigo professor e agora militar de 65 anos, mas que praticamente deixou de ver bem há dez anos, com cataratas nos dois olhos.

Na terça-feira, Eanes foi submetido a cirurgia ao olho direito e, antes do regresso da equipa médica a Espanha, espera ver resolvido o seu problema de visão com a remoção da catarata também no olho esquerdo.

Joaquim Eanes agradece a Ansu Fati, a quem deseja “as maiores felicidades na sua carreira de jogador de futebol”.

O tio, Campum Mané, promete levar o recado de “muita satisfação” por constatar que há “muitos guineenses com problemas de vista resolvidos” graças à Fundação Ansu Fati.ANG/Lusa 

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031