Select Page

CAN 2023/”Antes de exigirem a demissão, deviam lembrar quem levou a Guiné-Bissau quatro vezes ao CAN”, defende Baciro Candé

CAN 2023/”Antes de exigirem a demissão, deviam lembrar quem levou a Guiné-Bissau quatro vezes ao CAN”, defende Baciro Candé

(ANG) – O selecionador nacional, Baciro Candé defende que antes de pedir a sua demissão deve-se lembrar quem levou a Guiné-Bissau, quatro vezes, ao CAN.

Candé respondia se tinha ou não condições para se manter no cargo numa altura que está debaixo de críticas dos adeptos, depois da derrota de quinta-feira diante da Guiné-Equatorial, por 2-4, a segunda no grupo A, que deixou a Guiné-Bissau praticamente fora do CAN.

“Antes de exigirem a saída do selecionador, deviam saber que a Guiné-Bissau está na fase final e de certeza que quem fez a Guiné-Bissau chegar quatro vezes à fase final foi o mister Candé», disse .

“As críticas são boas e fazem remediar as coisas, mas não estou arrependido e continuo a trabalhar. Tudo que souber fazer, fá-lo-ei para o bem da seleção da Guiné-Bissau, como sempre fiz», juntou, lamentando a derrota diante da congénere da Guiné-Equatorial.

«Tivemos três ou quatro ocasiões, mas não conseguimos marcar, e o adversário foi à nossa baliza aos 28 minutos e fez golo. O futebol tem das suas, às vezes pensa-se numa coisa, mas sai outra», afirmou, deixando reparos à arbitragem por causa de penálti sobre Franculino Djú que acabou por ser revertido pelo VAR.

«Podíamos ter feito 2-1 com aquele penálti marcado, depois anulado, mas pronto, não vamos por aí, continuámos a jogar, sofremos os terceiro e quarto golos», lamentou. «O objetivo inicial era ganhar e passar [a fase de grupos], não conseguimos, mas ainda não acabou, falta-nos um jogo para fechar a fase», rematou Baciro Candé.

A selecção nacional da Guiné-Bissau, os Djurtus, perdeu por quatro bolas a duas, no início da tarde de quinta-feira, diante da Guiné Equatorial e torna-se na primeira selecção eliminada do CAN-2023 que está decorrer no Costa de Marfim.

Numa partida da segunda jornada do grupo A do CAN 2023, o Hat-trick de Emilio Nsue aos (21), (51) (61) e o golo de Josete Miranda (46) deram a vitória a Guiné Equatorial, enquanto os golos do Orozco (37) e do Zé Turbo (90+3), reduziram para duas bolas a quatro para Guiné-Bissau.

Com esta derrota, a seleção nacional da Guiné-Bissau ficou como a última classificada, sem pontos somados, durante as duas jornadas disputadas, o que, matematicamente, coloca os DJURTUS fora da competição, enquanto Guiné Equatorial, com esta vitória, passa a contar com 4 pontos no grupo A.

Refere-se que na terceira e última jornada os Djurtus vão defrontar a seleção da Nigéria na próxima segunda-feira, 22/01/2024, ao passo que a selecção da Guiné-Equatorial vai medir forças com a selecção do Costa de Marfim a começar às 17 horas de Bissau. ANG/A Bola

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31