Select Page

França/Pelo menos 66 pessoas detidas num protesto em Paris

França/Pelo menos 66 pessoas detidas num protesto em Paris

(ANG) – Pelo menos 66 pessoas foram detidas hoje em
Paris após agricultores terem bloqueado o trânsito em torno do Arco do Triunfo com fardos de palha e tratores, declarou a polícia francesa.

Os agricultores chegaram de trator ao Arco do Triunfo, local de homenagem aos soldados mortos em combate e localizado na famosa avenida de Campos Elísios, por volta das 06:00, no horário local (06:00 em Angola) e interromperam brevemente o trânsito, segundo a polícia.

Mobilizados por todos, os agricultores da (sindicato) Coordenação Rural estão concentrados em Paris.

Uma ação rápida para salvar os nossos 45% de explorações agrícolas em dificuldades financeiras”, afirmou a organização sindical nas redes sociais.

O protesto mobilizou cerca de 150 manifestantes, que se reuniram na praça Charles de Gaulle,  conhecida como praça da Estrela, devido à convergência de 12 grandes avenidas da capital francesa e onde se localiza o Arco do Triunfo,  confirmaram fontes da polícia à rádio pública France Info.

Iniciada de madrugada, a manifestação no Arco terminou por volta das 09:40, no horário local (09:40 em Angola), segundo um jornalista da agência de notícias AFP.

Além deste protesto, a Coordenação Rural prevê também hoje cortar algumas estradas, como a A86 e a A4 sudeste de Paris.

Outras ações ocorreram em outros lugares perto de Paris: quatro tratores bloquearam uma saída do anel viário e outros foram posicionados em outro acesso a esta via que circunda a capital, segundo a polícia.

“Um comboio de tratores dirige-se ao Palácio de Versalhes”, a poucas dezenas de quilómetros de Paris, onde serão aguardados por uma força da polícia, acrescentou a mesma fonte.

A mobilização deste sindicato, que está associado à direita e à extrema-direita, ocorre após a presença no sábado do Presidente francês, Emmanuel Macron, na Feira Internacional da Agricultura, que se realizou em Paris e é o mais importante evento desse tipo no mundo.

Macron foi à Feira para realizar a sua inauguração, como é tradição dos Presidentes franceses, mas foi recebido com forte rejeição, com vaias e alguns incidentes violentos entre a polícia e os agricultores.

O Presidente que permaneceu por horas no evento, com um forte dispositivo de segurança, reuniu-se com dezenas de representantes do sector da agricultura para explicar as medidas que o seu Executivo planeia e assim tentar acalmar os ânimos.

Macron também acusou o grupo que causou os incidentes mais graves de estar no local por razões políticas, associadas à extrema-direita de Marine Le Pen, e não para defender os interesses do sector, que nos últimos meses tem realizado protestos em França e em outros países europeus. ANG/Angop

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930