Select Page

Liga Guineense dos Direitos Humanos pede  investigação sobre o roubo de uma criança recém-nascida

Liga Guineense dos Direitos Humanos pede  investigação sobre o roubo de uma criança recém-nascida

(ANG) –  A Liga Guineense dos Direitos Humanos(LGDH), exortou  ao Ministério da Saúde Pública e a Polícia Judiciária (PJ), a investigação, do caso de  roubo de uma  criança recém-nascida no Hospital Nacional Simão Mendes, em Bissau.

Em conferência de imprensa, esta quarta-feira, o Responsável de Comunicação de Liga Guineense dos Direitos Humanos, Gueri Gomes, disse que é com muita preocupação que a LGDH tomou  conhecimento do roubo da criança recém-nascida no Hospital Nacional Simão Mendes (HNSM).

“Nós, enquanto  LGDH, a nossa preocupação recai sobre a falta de segurança e controlo que a Direção do Hospital Nacional Simão Mendes (HNSM) apresenta.

Gueri Gomes ainda pede a  Direção do HNSM para investigar as cobranças ilícitas praticadas por alguns técnicos de saúde, denunciadas pela avô da criança roubada.

Segundo Gueri Gomes, a LGDH irá acompanhar o  assunto com atenção, junto da Polícia Judiciária , do Ministério Público e assim como da Saúde Pública.

Gomes apelou  a colaboração de todos com a justiça, como forma de facilitar a recuperação da criança recém-nascida.

Na madrugada do dia 06 de Fevereiro, segundo a avó da recém-nascida, uma mulher infiltrada no Simão Mendes enganou a uma mulher que acabava de dar a luz uma criança, de que teria sido dado  alta para abandonar o hospital. E ela, de bebé ao colo e a mãe da criança com sacos de roupas, sairam juntos do hospital e entraram num táxi em direção a casa.

A meio do caminho, na rua de Sitec, segundo a avó Leontina Isabel Djata, a mulher suspeita fez descer a mãe da bebé do táxi e deu-lhe quatro mil francos cfa para ela ir comprar roupas de bebé, dizendo-lhe: “tens o meu número depois liga para mim para recuperar a criança”. Ao chegar a casa  a avó da criança lhe pergunta pela criança ela(mãe) se apercebe de que teria sido enganada pela estranha mulher que lhe assistia com a recém-nascida. A criança, até agora, é dada como desaparecida. ANG/LLA/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31