Select Page

Médio Oriente/Violências em Gaza, na Cisjordânia, na Síria e na Jordânia

Médio Oriente/Violências em Gaza, na Cisjordânia, na Síria e na Jordânia

(ANG) – Enquanto Israel continua a bombardear massivamente o sul da Faixa de Gaza, as autoridades palestinianas dando igualmente conta de mortos na Cisjordânia ocupada, paralelamente, a Síria e a Jordânia foram igualmente palco de ataques.

Continuam os combates na faixa de Gaza, com 140 mortos nestas últimas 24 horas e um balanço total de 26.637 mortos desde Outubro, segundo o Hamas que controla o enclave.

A situação humanitária naquela zona continua também mais do nunca a suscitar preocupação, depois de Israel acusar no final semana passada funcionários da Agência da ONU para os Refugiados Palestinianos de estarem envolvidos nos massacres do 7 de Outubro.

Apesar de o Secretário-Geral da ONU e de a OMS apelarem os países doadores a continuar a garantir o seu apoio, vários países suspenderam a sua ajuda, nomeadamente os Estados Unidos, o Canadá, a Finlândia, o Japão ou ainda a Alemanha. Uma situação perante a qual a União Europeia reclamou uma auditoria à agência onusiana colocada em acusação.

Na Cisjordânia, cinco palestinianos foram mortos por balas israelitas e numerosos outros foram feridos durante várias operações militares israelitas nesta segunda-feira, indicou o Ministério palestiniano da Saúde. Desde o começo da guerra em Gaza em Outubro, mais de 360 pessoas foram mortas na Cisjordânia ocupada, afirmam as autoridades palestinianas.

O conflito, entretanto, tende a alastrar noutros territórios. Na Síria, registaram-se 7 mortos, entre os quais figuram combatentes pró-iranianos em bombardeamentos israelitas contra uma base do Hezbollah e dos Guardiões da Revolução iranianos no sul de Damasco, nesta segunda-feira, indicaram o Observatório Sírio de Direitos Humanos, bem como órgãos de comunicação sírios.

Noutra frente, Joe Biden prometeu uma resposta“consequente” ao ataque ontem na Jordânia que provocou a morte de três soldados americanos e feriu mais de 30 outros. O Presidente americano acusou o Irão de estar por detrás do sucedido, o que Teerão desmentiu argumentando “não desejar a expansão do conflito”.

Refira-se ainda que as autoridades iranianas anunciaram ter executado esta manhã por enforcamento 4 homens que tinham sido considerados culpados de cooperação com os serviços de espionagem israelitas num projeto de sabotagem de uma instalação de defesa iraniana. ANG/RFI

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31