Select Page

Cooperação/Umaro Sissico Embaló admite que Guiné-Bissau pode criar  infraestruturas e gestão portuária com experiência de Djibuti

Cooperação/Umaro Sissico Embaló admite que Guiné-Bissau pode criar  infraestruturas e gestão portuária com experiência de Djibuti

(ANG) –  O Presidente da República Umaro Sissoco Embaló admitiu hoje que a Guiné-Bissau pode adquirir experiências de Djibuti para a criação de  infraestruturas e gestão portuária.

Umaro Sissoco Embaló falava em declarações conjunta à imprensa com o seu homólogo de Djibouti, Ismail Omar Guelleh,  que se encontra de visita oficial de três dias ao país.

O chefe de Estado guineense disse que  Djibuti  está numa posição estratégica no que tange com o transporte Marítimo e o comércio em geral, no continente africano.

Afirmou que acordaram com o seu homólogo djibutiano a  organização de   consultas  regulares entre as duas autoridades, para a defesa dos interesses comuns, ao nível africano e internacional.

Sissoco Embaló  fez uma visita oficial em Fevereiro último àquele país , e  para maior aproximação dos dois países, Ismail Omar Guelleh está agora em Bissau para o alargamento da cooperação em vários domínios.

O chefe de Estado guineenses disse que enquanto  defensores  da cooperação  Sul-Sul,  acreditam na capacidade dos africanos de unir forças e  trabalhar em conjunto para a  criação das  condições necessárias para o desenvolvimento dos seus países.

“Explorando os recursos naturais de forma eficaz, com a criação de indústrias de transformações locais capazes de criar empregos para os jovens é possível aumentar a produção agrícola em África, alcançar a autosuficiência alimentar e obter um crescimento económico capaz de permitir desenvolvimento sustentável dos nossos países”, frisou.

Embaló mostrou que é importante ver o que  já existe no continente e incentivar mais trocas comerciais entre os Estados, acrescentando que os africanos devem promover o desenvolvimento do setor privado e encorajar os empresários a investir em toda a África.

Por sua vez, o Presidente da República de Djibouti disse que, depois da primeira visita que o Presidente guineense efectuou ao seu país, e esta sua  sua visita a Guiné-Bissau, testemunha as boas relações aprofundadas e o interesse em reafirmar a cooperação entre os dois Estados.~

Ismail Omar Guelleh disse que ele e o seu homólogo da Guiné-Bissau assinaram em fevereiro do ano passado em Djibouti um acordo geral de cooperação que vai portanto constituir a base das nossas relações e que irão beneficiar os dois países, particularmente no domínio portuário.

“Portanto tivemos oportunidade de explorarmos as possiblidades de cooperação em vários domínios, nomeadamente turismo marítimo, transporte marítimo e aéreo o que vai permitir a Guiné-Bissau posicionar ao nível da subregião da África Ocidental no domínio de transporte”, salientou o chefe de Estado de Djibouti.

O Presidente da República  graciou  o seu homólogo,  Ismail Omar Guelleh,  com a Medalha Amilcar Cabral ,a mais alta  condecoração nacional.

No âmbito desta visita que termina na terça-feira,  Omar Guelleh  depositou hoje coroas de flores no Mausoléu Amílcar Cabral, em Amura. ANG/JD/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031