Select Page

Côte  d`Ivoire/Lusofonos “brilham” no segundo dia do CAN na Côte d’Ivoire

Côte  d`Ivoire/Lusofonos “brilham” no segundo dia do CAN na Côte d’Ivoire

(ANG) –  Domingo (14) foi o segundo dia do CAN`2023 que decorre na Côte d`Ivoire, e os lusófonos Cabo Verde e Moçambique obtiveram resultados surpreendentes, quando os prognósticos dos especialistas apontavam o inverso.

Pode até ser já considerada a primeira grande surpresa desta prova, que envolve 24 seleções, a vitória de 2-1 dos cabo-verdianos diante do Ghana, um dos “gigante” do futebol africano, em jogo de encerramento do grupo B, disputado no estádio Felix Houphout-Boagny, em Abidjan.

A jogar na condição de favorito mercê do se
u histórico, sobretudo africano, os Estrelas Negras sucumbiram ao heroísmo de um adversário ainda emergente entre os grandes do futebol do continente berço da humanidade.

Com golos de Jamiro Monteiro, aos 17 minutos, e Garry Rodrigues (90+2), os  “Tubarões Azuis” trataram de demonstrar que favoritismos não ganham jogos.

Alexandre Djiku, aos 56’, marcou e evitou uma derrota mais humilhante para os  ghanenses, quatro vezes campeões africanos, três participações em Campeonatos do Mundo e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos, em Barcelona`1992 (Espanha).

Humilde no grau comparativo, Cabo Verde disputa a principal prova africana pela quarta vez, a segunda consecutiva, depois dos oitavos-de-final em 2021, os “quartos” em 2013, na estreia, e ficado pela fase de grupos em 2015.

No outro desafio do grupo B, Moçambique colocou em sentido o Egipto com empate por 2-2. Os “Faraós” esperaram sete minutos para lá dos 90`para igualarem a partida, por conversão de grande penalidade.

O capitão Mohamed Salan (90+7) foi o autor da concretização. Antes, Mustafa Mohamed marcou, aos dois minutos, o tento mais rápido até ao momento do CAN). Pelos Mambas rubricaram por Witiness Quembo (56’) e Clesio Bauque (58’).

Líder do ranking africano com sete títulos, o último dos quais em 2010, no CAN de Angola, a seleção egípcia busca o oitavo troféu da maior montra do futebol no continente à frente dos Camarões com cinco.

Popularmente conhecida por “os Mambas”, a seleção de Moçambique não tem alcançado muitos sucessos, apesar de já ter se classificado para a Taça das Nações em cinco  ocasiões, sem nunca ter passado da fase inicial. Também não disputaram ainda uma fase final do Campeonato do Mundo.

Recorde-se, outro país de expressão portuguesa, a Guiné-Bissau, perdeu na ronda inaugural (sábado) com a anfitriã Côte d`Ivoire, por 0-2, em partida do grupo A, com sede em Abidjan.

Hoje, no terceiro dia de prova, que decorre em cinco cidades da Côte d`Ivoire, defrontam-se para o grupo C: Senegal-Gâmbia (15h) e Camarões-Guiné (18h).

O CAN de 2023 disputa-se em 2024, por decisão da CAF, devido as chuvas que se abateram sobre o país organizador por altura do período inicialmente previsto. ANG/Angop

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829