Select Page

Desporto/FFGB nega ter recebido documento da CAF sobre interdição do Estádio 24 de Setembro

Desporto/FFGB nega ter recebido documento da CAF sobre interdição do Estádio 24 de Setembro

(ANG) – A Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB) negou  ter recebido algum documento enviado pela Confederação Africana de Futebol (CAF) com teor que faça alusão à interdição do Estádio Nacional 24 de Setembro.

A informação   vem expressa numa nota de esclarecimento tornada pública quarta-feira e assinada pelo Oficial de Comunicação e Porta-voz da FFGB, Edgar Carlos Pires, onde esclareceram que o Estádio 24 de Setembro tem uma licença provisória  de utilização outorgada pela CAF, cuja informação oportunamente a FFGB fez chegar ao conhecimento público.

Segunda a nota, não obstante essa licença provisória, ainda restam outras exigências à cumprir por parte do Governo nomeadamente, a construção de gabinetes para Comissário e Coordenador de Jogo, reformar a zona VIP, colocação de internet wifi e cabo no gabinete da imprensa.

Informou ainda que, exigem também a colocação da relva sintética à trás das duas balizas, colocação de tapete antiderrapante na zona mista de acesso aos balneários, organização de parque de estacionamento  e alcatroamento das vias de acesso ao estádio, entre outros.

A nota salienta que, após o cumprimento dessas recomendações e posterior inspeção da CAF,  pode o estádio vir a ter a licença definitiva.

Friso que o Presidente da FFGB Carlos Alberto Mendes Teixeira, falou com o responsável do gabinete da inspeção da CAF que voltou a reafirmar que não se pronunciaram em nenhum  momento sobre a interdição do Estádio Nacional 24 de Setembro e reiterou que a licença provisória ainda está em vigor.

Recentementeo portal desportivo O Golo GB publicou, citando o Jornal de Angola, uma
noticia que dá conta que a Comissão de Inspecção da Confederação Africana de Futebol reprovou 20 estádios para acolher os jogos referentes às eliminatórias do Campeonato Mundial de Futebol FIFA 2026, por não reunirem as condições técnicas exigidas neste tipo de competição,incluindo o Estádio Nacional “24 de Setembro”.

Face à situação, os países abrangidos devem realizar os desafios “fora de casa”.

De acordo com o portal, entre os citados constam os estádios do Burkina Faso, Guiné, Gâmbia, Quénia, Níger, República Centro-Africana, Sudão, Serra Leoa, Etiópia, Botswana, Burundi, Eswatini, Guiné-Bissau, Lesoto, Libéria, Namíbia, Sudão do Sul, São Tomé, Uganda e Zimbabwe.

Para cumprir a orientação da CAF, muitas seleções abrangidas escolheram o Reino de Marrocos como destino privilegiado para realizar os jogos em condição de anfitrião.

São os casos da Etiópia, Burkina Faso, Guiné, Níger, Chade, Somália e São Tomé e Príncipe. As 54 selecções africanas abrangidas nas eliminatórias começaram a luta pela qualificação para o Campeonato Mundial de 2026, nos Estados Unidos da América, México e Canadá desde 15 do corrente mês.

ANG/JD/ÂC

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31