Select Page

Dia das Forças Armadas/Militares prometem nunca mais se envolver na alteração da ordem constitucional por via das armas

Dia das Forças Armadas/Militares prometem nunca mais se envolver na alteração da ordem constitucional por via das armas

(ANG) –  As Forças Armadas Revolucionária do Povo(FARP), prometeram que nunca mais se envolverão em alteração da ordem constitucional, por via das armas, no país.

As promessas foram deixadas, quinta-feira, pelos militares e para-militares nas  mensagens por ocasião da comemoração de 50º  aniversário da Independência e dos 59 anos das Forças Armadas.

Na ocasião, igualmente  nas suas paradas,  os Polícias da Intervenção Rápida pediram ao povo para confiar neles, e prometem garantir a estabilidade e segurança.

As Forças de Intervenção Rápida prometem que vão defender a sua pátria até ao fim, enquanto que, as mulheres paramilitares, dizem que não vão brincar com a bandeira, porque custou o sangue dos combatentes.

Os  fuzileiros navais pediram ao Governo equipamentos navais “para proteger o mar dos piratas que roubam os nossos recursos haliêuticos”.

As Forças de Exército afirmam que vão ter saudades do atual Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, Biaguê Cluse Na Ntam, frisando que,   vai um dia se despedir do  exército .

Por sua vez, as Forças de Para-Comando  garantem que não vão morrer mais por nada, acrescentando que vão se abraçar uns aos outros no chão de Cabral   e dizem quenão haverá mais guerra na Guiné-Bissau.

Pediram ao povo para não sentir medo porque estão com eles e que ninguém refugiará por motivos de sublevação militar.

“Hoje vamos mostrar ao mundo que os militares guineenses são valentes e  têm orgulho de serem guineenses de coração. Estamos, moralmente, muito bem e fortes”, disse.

As Forças da Guarda Nacional declararam em cartazes que não vão aceitar mais sobressaltos no país e que estão dispostos a dar as suas vidas pela Guiné-Bissau debaixo da chuva, sol  e orvalho. Enquanto jovens vamos velar para que haja justiça na nossa terra”, dizem .

As celebrações dos 50 anos de independência e dos 59 anos das Forças Armadas foram marcadas por desfiles civil e militares , na presença de sete chefes de Estado, dois vice-presidentes da República e quatro primeiros-ministros e cujo ato  decorreu na renovada avenida Amílcar Cabral, em Bissau.ANG/JD/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031