Select Page

Dirigentes inconformados do PRS indigitaram Ibraima Sori Djaló para gerir partido até realização do congresso  

Dirigentes inconformados do PRS indigitaram Ibraima Sori Djaló para gerir partido até realização do congresso  

(ANG) – Os dirigentes inconformados do Partido da Renovação Social (PRS)  indigitaram Ibraima Sori Djaló para gerir, transitoriamente, aquela formação política  até a realização do seu  congresso, previsto para Junho próximo.

De acordo com o Jornal “O Democráta”, o anúncio da indigitação do antigo líder parlamenta foi feito  numa conferência de imprensa , realizada, na quarta-feira, na qual anunciaram a cessação das suas atividades políticas, que visavam o que dizem ser “a reposição da legalidade estatutária e imposição do respeito aos princípios ideológicos que nortearam a fundação do partido”.

O grupo de dirigentes  inconformados com a postura de Fernando Dias, atual Presidente em Exercício do mesmo partido, ainda escolheram os dirigentes José de Pina, Mónica Buaro e Augusto Poquena, para coadjuvarem  Sori Djaló.

O comunicado lido por Francelino Cunha, porta-voz dos Inconformados, indica o mês de Junho  para a realização do Congresso extraordinário,  com vista à legitimação da figura do Presidente do PRS, de forma a se criar as condições para que os Renovadores possam concorrer ,em pé de igualdade e sem restrições, com outras formações políticas às próximas eleições legislativas e presidenciais.

“O Congresso extraordinário é uma solução viável fundamentada nas leis da República e dos estatutos do partido para não só colmatar a vacatura que se abriu com a morte de Alberto Nambeia, como também uma oportunidade para pôr fim ao longo período que a Direção interina tem funcionado sem legitimidade para tomar decisões importantes sobre a vida do partido” disse Cunha.

Anunciou que os membros fundadores e anciãos do PRS apareceram para assumir a gestão dos assuntos correntes do partido até à realização do Congresso extraordinário previsto para o mês de junho, devido aos” valiosos contributos” já prestados ao processo de construção de Estado de Direito Democrático no país, da paz e da estabilidade político institucional, sob os ideais político do seu líder carismático Koumba Yalá. 

“Os inconformados esperam a participação massiva dos seus militantes a nível nacional no congresso extraordinário, acreditando que o congresso venha apresentar uma solução “duradoura para ultrapassar as querelas internas” no partido, tornando-o mais coeso face ao próximo embate eleitoral e aos desafios que o mundo contemporâneo apresenta”, refere o porta-voz dos dirigentes inconformados do PRS.

Os inconformados referem  que a comissão ad-hoc para a gestão transitória dos assuntos correntes do PRS é, doravante, a única e exclusiva representante do partido a nível interno e externo, devendo esta convocar a próxima reunião do Conselho Nacional, para que aquele órgão decida a data do congresso extraordinário .

Segundo o jornal “O Democrata” que cita um Ofício assinado pelo Juíz Desembargador, Lassana Camará,  o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), através de um ofício enviado ao coordenador dos Inconformados, Ilídio Vieira Té, com o assunto: Transmissão de Despacho, informou que acusou a recepção da nota de comunicação sobre os atos preparatórios do congresso do Partido da Renovação Social,  que reflectem a escolha de Ibraima Sori Djaló, Augusto Poquena e Mónica Buaro para convocarem e dirigirem, de forma exclusiva e transitória, a mesa e reuniões do Conselho Nacional do PRS com o propósito de impulsionar a realização do congresso extraordinário. ANG/AALS/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30