Select Page

Eleições/Governo prevê  atualização de cadernos eleitorais para 25 de Março à 25 de Maio

Eleições/Governo prevê  atualização de cadernos eleitorais para 25 de Março à 25 de Maio

(ANG) – O ministro de Administração Territorial e do Poder Local, anunciou no Domingo, que os trabalhos de atualização dos cadernos eleitorais deverão decorrer  de 25 de Março à 25 de Maio em todo o território nacional e na diáspora entre  25 de Abril a 25 de Junho.

Marciano Silva Barbeiro falava numa cerimónia decorrida num dos hoteis de Bissau disse que o Governo vai disponibilizar mais de 02 mil milhões de ffancos cfa para o efeito.

Na ocasião, Silva Barbeiro lembrou que depois da abertura Democrática em 1994, com a realização das primeiras eleições no país, até a presente data, apesar da imposição legal, nenhum governo conseguiu cumprir o artigo 5° da lei de recenseamento eleitoral concernente à atualização de cadernos eleitorais, que deveria decorrer de Janeiro à Março de cada ano.

O titular da pasta da Administração Territorial e Poder Loca assegurou que o Executivo decidiu dar  continuidade aos trabalhos anteriormente iniciados com vista a concretização desse desiderato.

Desafiou  o Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE) a trabalhar dia e noite para assegurar a parte técnica do processo.

Silva Barbeiro disse que o governo encarou este processo como uma das suas prioridades, razão pela não vai poupar esforços para criar as condições para que, pela primeira vez,  sejam atualizados o registo dos eleitores.

Acrescentou que durante o processo, os brigadistas vão cadastrar ou atualizar os dados dos eleitores que se movimentaram de uma zona para outra, aqueles que completaram ou vão completar 18 anos até a data do fim do processo, tanto a nível nacional como na diáspora, África e Europa, e os que perderam os seus cartões.

Por seu lado, o Diretor-geral do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), Gibril Baldé disse que a partir do anúncio feito pelo Governo, o relógio começou a contagem decrescente para o fim dp processo de atualização dos cadernos eleitorais e pediu  aos técnicos a  arregaçarem as mangas, trabalhando arduamente para que no dia 25 de Março se inicie o processo em todo território nacional.

O responsável do GTAPE disse que o objetivo do governo é eliminar o recenseamento de raiz feito em todas as eleições. 

Afirmou que o país tem a base de dados da última eleição credível e aceite pelos atores políticos, tanto a nível nacional como na diáspora.

“Estamos a trabalhar para integrar as duas bases eleitorais e do registo civil para que o país possa caminhar, a fim de ter  Cartão  único do cidadão, aliviando o Orçamento Geral do Estado”, disse.

O Director-geral do GTAPE assegurou aos jornalistas que o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) vai assumir a parte do valor global da comunicação, através de uma campanha de informação e sensibilização para melhor enquadrar os cidadãos sobre quem pode ou deve atualizar os seus dados.

As legislativas antecipadas ainda não têm data de realização mas o Chefe de Estado, Umaro Sissoco Embaló admitiu que possa ocorrer antes de Junho.ANG/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930