Select Page

ONU/ Ajuda humanitária não chega a Gaza antes de sábado

ONU/ Ajuda humanitária não chega a Gaza antes de sábado

(ANG) – A chegada de ajuda humanitária à Faixa de Gaza, através da passagem fronteiriça de Rafah no Egipto, deverá acontecer “amanhã”, avançou esta sexta-feira, 20 de Outubro, a Organização das Nações Unidas.

“Estamos a conduzir intensas negociações com todas as partes envolvidas para garantir que uma operação de ajuda a Gaza comece o mais rapidamente possível”, disse Martin Griffiths.

O Secretário-geral da ONU esteve esta sexta-feira em Rafah, onde se encontra a coluna de 20 camiões à espera, há vários dias, de uma luz verde para para entrar em Gaza. António Guterres afirmou estar “no Egipto para acompanhar os preparativos da ONU para prestar um apoio ao povo de Gaza”. A Faixa de Gaza está sem água, alimentos ou eletricidade, por causa do cerco imposto por Israel, a 9 de Outubro. 

“Estou no Egipto para testemunhar os preparativos da ONU para darem um apoio maciço ao povo de Gaza. Nestes esforços para salvar vidas, o aeroporto de El-Arish e a travessia de Rafah não são apenas pontos críticos, mas representam a nossa única esperança. São a tábua de salvação para a população de Gaza”, declarou 

O Egipto retirou blocos de Betão perto da fronteira com Gaza, aumentando a esperança de que, muito em breve, a ajuda necessária possa chegar aos palestinianos que vivem no enclave.

A ONU descreveu a situação dentro de Gaza como “para lá de catastrófica”, numa altura em que Israel ataca o enclave por via aérea, em retaliação ao ataque do Hamas, o mais sangrento em 75 anos de história.

No relatório diário sobre a situação em Gaza das Nações Unidas, a organização descreve ataques de aviões israelitas nas imediações de duas padarias, onde palestinianos estavam em filas à espera de pão. Os ataques desta quinta-feira tiraram a vida a vinte pessoas em Gaza e outras cinco no campo de An Nussairat.

Na quarta-feira, uma das seis padarias contratadas pelo Programa Alimentar Mundial da ONU e que forneciam pão a 12.000 pessoas deixou de funcionar. A informação foi revelada no relatório publicado pelo Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários das Nações Unidas (OCHA). Na Faixa de Gaza, a grande maioria das padarias não funciona por falta de ingredientes essenciais.ANG/RFI

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930