Select Page

Política/Presidente da República anuncia recandidatura para as próximas eleições presidenciais

Política/Presidente da República anuncia recandidatura para as próximas eleições presidenciais

(ANG) – O Presidente da República anunciou a sua recandidatura para as próximas eleições presidenciais prevista para novembro de 2025, assumindo que será o vencedor das mesmas logo na primeira volta.

Umaro Sissoco Embalo falava aos jornalistas no aeroporto internacional Osvaldo Vieira, ao regressar da 78a sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que decorreu em Nova Iorque.

O Chefe de Estado revelou na ocasião a sua intenção de iniciar a “Presidência Aberta” no próximo mês para inteirar-se das dificuldades que o povo enfrenta, sobretudo nas regiões, para depois reportá-las ao governo para, juntos, encontrarem soluções.

Sobre as celebrações dos 50 anos da independência da Guiné-Bissau, que se assinalou no passado dia 24 de setembro, na sua ausência , disse que todos ouviram a sua mensagem à   Nação  nesse dia.

Alguns analistas criticam que o chefe de estado pretende com a sua ausência alterar a data de independência ao determinar que as festividades de 24 de Setembro fossem feitas a 16 de Novembro, dia de fundação das forças armadas guineenses.

“Aliás ninguém, mas ninguém mesmo pode mudar a data da independência da Guiné-Bissau. As festividades foram sim proteladas para dia 16 de Novembro, porque não se pode festejar o Dia da  Independência debaixo da chuva”, disse Umaro Sissoco Embaló.

O chefe de Estado acrescentou que o Dia Nacional é festejado com paradas militares e outras atividades alusivas aos 50 anos da independência.

Acrescentou que é preciso que os seus homólogos assistissem as celebrações do Dia da Independência nacional, casos de Angola e Turquia, que já confirmaram suas presenças nos festejos no dia 16 de Novembro próximo, Dia da Forças Armadas.

Na ocasião o Presidente da República informou que, em breve, o Governo da Turquia vai oferecer a Guiné-Bissau duas embarcações de fiscalização marítima, que serão entregues a Marinha de Guerra Nacional.

Falando de sua estada em Nova Iorque, Umaro Sissoco Embaló   disse que  manteve um encontro com Joe Biden, e que  abordaram vários assuntos, nomeadamente questões relacionadas com a problemática do Paludismo considerado como uma das principais causas da morte em África.

“Encontrei-me ainda com o Presidente da Correia do Sul, e debatemos muitos assuntos de cooperação, com destaque para a construção de um hospital de referência e o apoio ao sector da agricultura”, disse Umaro Sissoco Embalo.

Revelou que foi convidado pelo seu homologo Sul-coreano para visitar a Seul, e que a data para o efeito vai  ser tratada ao nível dos   Ministérios dos Negócios Estrangeiros dos dois países.

O Chefe de Estado  voltou a falar da situação dos  suspeitos da alegada tentativa do golpe de Estado de 01 de Fevereiro do ano passado, tendo os acusados de tentar assassiná-lo. “Não   podemos continuar nesta situação, aliás ninguém tem o direito de matar outra pessoa”, disse acrescentando:

 “Estas pessoas foram financiadas por alguns políticos e todos os que estão na prisão são reincidentes, porque participaram no assassinato do ex-Presidente da República, João Bernardo Vieira. O que aconteceu no dia 01 de Fevereiro não é tentativa, mas sim um assassinato”.

O Presidente da República criticou o aparecimento da Carta do Tribunal Militar endereçada a ministra do Interior e Ordem Pública nas redes sociais.

A carta em causa deu conta de que o Tribunal Militar Superior solicitou a ministra Adiatu a transferência dos detidos da Segunda Esquadra para as prisões da Base Aérea, em Bissau.

ANG/LPG/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031