Select Page

Processo Eleitoral/Pai Terra Ranca exige ao GTAPE o respeito e a observância estrita da lei na atualização dos cadernos eleitorais

Processo Eleitoral/Pai Terra Ranca exige ao GTAPE o respeito e a observância estrita da lei na atualização dos cadernos eleitorais

 (ANG) – A Coligação Pai Terra Ranca exigiu hoje ao Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), o respeito e a observância estrita da lei eleitoral, no que se refere a atualização dos Cadernos Eleitorais.

Em conferência de imprensa, o Porta-voz desta  coligação, Muniro Conté, diz que a forma como o processo está a ser conduzido não respeita os preceitos da lei eleitoral.

Segundo o Porta-voz, de acordo com a lei, é dado 40 dias para a preparação da atualização dos cadernos eleitorais, e a mesma lei atribui ao GTAPE 20 dias para a instituição trabalhar com a mídia, na campanha de divulgação das informações, para sensibilizar pessoas a irem se recensear.

Conté criticou que o processo está  a decorrer num clima de muita frieza e diz que quase não se sente nada de sensibilização nos bastidores.

“Queremos ainda alertar ao GTAPE e chamar atenção a opinião pública de que pem nenhuma circunstância, quando se fala do ato eleitoral, os partidos Políticos são afastados do processo, se o próprio ato é vigiado por partidos  e a votação são dirigidas aos mesmos, algo que não está a acontecer desde o ínicio do processo”, denunciou Conté.

Muniro Conté disse existir um gabinete denominado Grupo dos Cinco, e que este gabinete integra  pessoas experientes,  idôneas, e que conhecem bem os trabalhos eleitorais.

Disse que,  por mais um motivo de desrespeito à lei eleitoral, os veteranos do Grupos dos Cinco foram afastados  e para os seus lugares foram trazidos novas caras, sem quaisquer justificação.

Chamou ainda atenção ao GTAPE para trabalhar no sentido de aranjar Kits suficientes para recensear pessoas nas suas localidades, para se evitar que os cidadãos tenham a necessidade de se recensear em locais distantes das suas zonas de residência.

 “Fomos prejudicados em algumas eleições por alegada falta de Kits,  consideramos  isso uma estratégia de roubar voto ao nosso partido, porque quando se fala de bastião do PAIGC, as zonas mais profundas deste círculo são  prejudicadas por alegada falta de Kits. Só para impossibilitar  que os nossos eleitores consigam  votar. Queremos elertar ao GTAPE que estaremos de olhos abertos face à essa situação”, referiu Muniro Conté   

ANG/LLA/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930