Select Page

Quadra festiva/Secretário geral da Acobes considera de “razoável”, preços de produtos nos mercados

Quadra festiva/Secretário geral da Acobes considera de “razoável”, preços de produtos nos mercados

(ANG) – O secretário geral da Associação de Consumidores de Bens e Serviços(Acobes), considerou de “razoável” os preços de produtos à serem praticados  nos mercados neste período da quadra festiva do Natal e Ano Novo.

Em entrevista exclusiva concedida hoje à ANG, Bambo Sanha sublinhou que, neste período a organização que dirige constatou contudo que os preços de alguns produtos continuam elevados nesta quadra festiva casos de pescado e carnes.

Adiantou que, a maioria continua num preço razoável, devido ao enorme esforço levados a cabo pelo Governo anterior, que tinha priorizado a establidade social atravéz de adopção de políticas de devolução de poder de compra às populações consumidores.

“Isso resultou na redução de preços do arroz, em relação ao que se praticava anteriormente”, salientou.

Informou a título de exemplo que, um quilograma de peixe de primeira qualidade que era vendido por 2500 francos cfa, disparou-se para 3500, frisando que até existem pescados à serem vendidos num valor de até 5000 francos por quilo.

Aquele responsável lançou apelo aos consumidores para optarem pelo consumo de produtos nacionais e abdicarem dos importados cujos preços são elevados e em muitas situações são de origens duvidosos e contem produtos químicos.

“Quem não consegue comprar batatas importado, o que denominamos de inglesa, pode perfeiramente usar a mandioca e a própria batata cultivado internamente e com isso, pode-se fazer um bom caldo”, aconselhou.

Bambo Sanha disse que, existe situação de carne fresca cujo preços são elevados, tendo em conta que um quilograma da segunda qualidade está a ser vendida no valor de 4500 francos e da primeira qualidade entre 5000 à 6000.

Apelou ao atual Governo no sentido de continuar a com a política de estabilização de preços de produtos, iniciado pelo anterior executivo, acrescentando que, nota-se actualmente uma passividade por parte de algumas empresas que assinaram contratos com o Governo de Pai Terra Ranka para abastecer o mercado com o arroz.

Informou que, em algumas localidades do país já se sente a escassez de arroz tipo nhelém perfumado, cujo preço foi fixado em 17500 francos CFA por saco de 50 quilogramas, adiantando que o seu preço já está a ser especulado no valor de 18 até 19 mil francos.

“Por isso pedimos ao Governo para entabular contactos com grandes empresas importadores de arroz para continuarem a usar os seus meios logisticos para abastecer o arroz no interior do país”, frisou.ANG/ÂC

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829