Select Page

Suécia/ Governo limita benefícios sociais para imigrantes de países não europeus

Suécia/ Governo limita benefícios sociais para imigrantes de países não europeus

(ANG) – O governo sueco anunciou sexta-feira que pretende restringir as condições para concessão de benefícios sociais a migrantes não europeus, a fim de dissuadir as novas chegadas e “integrar melhor” os já presentes.

“Desde 2012, mais de 770 mil pessoas imigraram para a Suécia oriundas de países fora da UE e do Espaço Económico Europeu”, escreveram Ulf Kristersson, atual primeiro-ministro da Suécia, e os outros três líderes dos partidos da coligação que formam o governo, num artigo publicado no diário Dagens Nyheter (DN).

Segundo os líderes, “com uma política de integração que praticamente não tem requisitos (para os migrantes) e nenhum incentivo à integração na sociedade, esta elevada imigração criou uma Suécia dividida”.

Consequentemente, segundo os mesmos, parte da população sofre de “segregação, exclusão, desemprego, maus resultados académicos e ausência de valores suecos comuns”.

A coligação pretende implementar reformas para que os migrantes de países terceiros sejam obrigados a encontrar trabalho e a aprender sueco.

O governo quer, ao mesmo tempo, introduzir um limite máximo para a acumulação de apoios.

Kristersson quer também impor um lapso temporal, ainda não especificado, entre a chegada dos migrantes à Suécia e o momento em que poderão receber apoio.

O governo liderado por Kristersson, líder do partido conservador Moderados, foi formado há um ano através de uma coligação apoiada pela primeira vez pelo partido de extrema-direita Democratas Suecos (SD), que não nomeou ministros.

A coligação foi eleita com a promessa de reduzir a imigração e a criminalidade.

O número de pedidos de asilo diminuiu 26% na Suécia no primeiro semestre do ano, em comparação ao período homólogo de 2022 e comparado com um aumento de 30% na Europa, escreveu Kristersson.

A Suécia acolheu muitos migrantes na década de 90, maioritariamente oriundos da Jugoslávia, Síria, Afeganistão, Somália, Irão e Iraque, que encontraram dificuldades na sua integração. ANG/Angop

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031