Select Page

Cancro de mama e de próstata aumenta e médico obstétrico recomenda maior consumo de vegetais e tubérculos

Cancro de mama e de próstata aumenta e médico obstétrico recomenda maior consumo de vegetais e tubérculos

(ANG) – O médico obstétrico guineense, Elisio Júnior  Baldé Fereira confirmou, quarta-feira, o aumento de câncer de mama e de próstata no país, nos últimos tempos.

Citado pelo Jornal Nô Pintcha, o médico frisou que a maioria dos casos de câncer está relacionada com a dieta alimentar, tendo recomendado mais  consumo de vegetais e tubérculos do que produtos industrializados.

O médico disse que o aumento de registo desta patologia na Guiné-Bissau nos últimos tempos deve-se ao avanço da medicina, que permitiu diagnosticar vários tipos de câncer seja maligno ou não, frisando que isso não significa que a doença não existisse no país antes do avanço da medicina.

Segundo ele, o câncer abrange mais de cem diferentes tipos de doenças malignas que tem em comum o crescimento desordenado de células, que podem invadir tecidos adjacentes ou órgãos à distância, realçando que essas células agrupam-se formando tumores que invadem tecidos.

“No princípio começa com dores da cabeça frequentes, muitas vezes com vômitos, alterações na visão ou mudanças repentinas de comportamento, assim como a perda de apetite, de peso não planejado, manchas na pele entre outros sinais”,explicou.

Baldé realçou que existem várias razões pelas quais o câncer em adultos e jovens podem não ser diagnosticados imediatamente, ou seja, muitas vezes, os primeiros sinais podem sobrepor as lesões comuns e surge quando o corpo perde o mecanismo de auto regulação, devido a acumulação de sangue em diferentes artérias, daí as células passam a receber informações erradas para suas atividades.

De acordo com o médico obstétrico, o tipo de cancer mais comum  nas mulheres são os de mama,  pulmão, de cólon, intestino, do útero e e melanoma.

Nos homens, são de próstata, do pulmão, do figado, de cólon e reto, da bexiga urinária e melanona.

O médico diz ser difícil dizer com precisão, dada as particularidades geográficas e culturais da população guineense, mas que o cancro da mama e da próstata são os mais frequentes no país.

Questionado sobre a camada mais vulnerável a essa doença, Baldé disse que são as pessoas da terceira idade, mas que isso  não significa que outros grupos etários são protegidos deste mal , porque, diz, são  diagnosticados, com frequência, câncer em muitas crianças através da despitagem de cancro infantil .

“Apesar de ser difícil dizer qual é a zona de predominância deste flagelo ,os casos de câncer se registam com maior frequência no Sector Autónimo de Bissau, tendo em conta a facilidade de acesso aos hospitais.Contudo, não quero dizer que não existe esta doença crónica em outros pontos do país”,disse.

Elísio Júnior disse que  o câncer é uma doença hereditária de acordo com a maioria dos diagnósticos cientificos ,embora haja outros aspectos relacionados a  dieta aleimentar .

Perguntado se os doentes diagnosticados com a doença podem tratar internamente, o médico disse que se for descoberto muito tarde, será difícil,  mas que se for diagnosticado na sua fase inicial pode sim ser tratato internamente através de cirurgia de mama, de colo, de útero e de ovário. “Qualquer destes tratamentos precisam ser acompanhados por um médico especialista o que não existe na Guiné-Bissau actualmente”, precisou o médico em entrevista ao jornal Nô Pintcha, cuja edição foi publicada esta quinta-feira(11) .ANG/MSC/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30