Select Page

Comunicação social/ Ministra diz que situação económica impede avanço de muitos projetos do setor

Comunicação social/ Ministra diz que situação económica impede avanço de muitos projetos do setor

(ANG) – A ministra da Comunicação Social disse que os  problemas económicos e financeiros com que o país se confronta, dificultam a concretização de muitos projetos do setor.

Disse  que todos os anteriores titulares do cargo queriam fazer o máximo para ver a nova geração a trabalhar em melhores condições com um salário digno.

Maria da Conceição Évora falava no âmbito da visita que efectuou hoje à Rádiodifusão  Nacional (RDN)  e a Televisão da Guiné-Bissau (TGB), na sequência de visita à Agência de Notícias da Guiné(ANG) e ao jornal Nô Pintcha realizadas na terça-feira.

A governante disse achar que os problemas de comunicação social são crónicos que,  paulatinamente,  poderão ser melhorados, em termos de funcionamento  assim como as  condições de vida dos próprios profissionais.

“O salário que um jornalista licenciado recebe está um pouco baixo, sei que já foi feito um reajuste anos atrás, aos poucos vamos ver, ao nível do Governo, o que é possível fazer para melhorar esta condição. Também são profissionais  que trabalham para além do horário estipulado na função pública”, salientou.

Mária da Conceição Évora sublinhou que os homens da imprensa labutam sem sábados, domingos e feriados, mesmo debaixo da chuva, sol e vento para que o povo esteja informado e formado ao mesmo tempo.

“Há que dar um atenção especial para comunicacão social da Guiné-Bissau, pelo que vou ver, em conjunto com outros departamentos do governo, as formas de minimizar as dificuldades que constatei nos órgãos públicos de comunicação social”, prometeu.

Disse que os seus antecessores prometeram fazer algo, porque são seus desejos e a vontade política de querer  resolver as coisas, mas  e que tudo não depende deles, mas sim do Ministério das Finanças.

A ministra da Comunicação Social prometeu que depois da esta visita aos órgãos públicos vai produzir um relatório para informar ao primeiro-ministro o estado atual dos referidos órgãos e o seu funcionamento, e a partir daí ver quais os caminhos a precorrer  para sairem do estado em que se encontram.

Disse que vai apelar para que haja um olhar especial para o sector.

Por outro lado pede as direções dos órgãos visitados para serem mais agressivos no bom sentido em termos de estabelecimento de parcerias , para colmatar parte dos problemas com que se debatem.

Maria da Conceição Évora, jornalista de profissão, prometeu  prosseguir com  visitas aos órgãos de comunicação social privados, nomeadamente rádios e jornais. ANG/MI/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31