Select Page

Deputado Manelinho detido em Lisboa com quase meio milhão de euros em cocaína

Deputado Manelinho detido em Lisboa com quase meio milhão de euros em cocaína

(ANG) – O deputado  Manuel Irénio Nascimento Lopes foi detido, na terça-feira, com 13 quilos de cocaína, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, avaliada em quase meio milhão de euros, escondida numa das malas de viagem que transportava informou o Jornal de Notícias(JN).

Segundo informação recolhida pelo JN,  Manuel Irénio Nascimento Lopes, conhecido na terra natal por Manelinho, que já liderou a Federação de Futebol Da Guiné-Bissau, aterrou em Portugal num avião que fez a ligação entre Bissau e Lisboa e estava em direção à saída do aeroporto quando foi abordado pelos elementos da Autoridade Tributária e Aduaneira.

O JN informou que, elementos da Autoridade Tributária e Aduaneira pretendiam inspecionar as malas do deputado da Assembleia da Guiné-Bissau, mas Manuel Lopes opôs-se terminantemente, alegando que dispunha de passaporte diplomático e, consequentemente, também as suas malas não podiam ser vistoriadas. 

“A discussão prolongou-se e obrigou a Autoridade Tributária e Aduaneira a acionar a Polícia Judiciária que, quando chegou ao aeroporto, explicou ao deputado guineense que as malas diplomáticas cumprem um protocolo que não se verificava naquele caso. Os inspetores acrescentaram que o facto de Manelinho usufruir de imunidade diplomática não impedia a fiscalização das malas”, informou o JN.

Logo depois, a bagagem do antigo presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau foi posta no aparelho de raio X e a análise rapidamente revelou 13 placas suspeitas. Aberta a mala, verificou-se que esta não guardava qualquer vestuário e tinha sido usada somente para esconder as 13 placas que se confirmaria depois serem de cocaína.

Manuel Lopes foi detido e, na quarta-feira, levado ao Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa para ser sujeito a primeiro interrogatório judicial. Neste momento, ainda não são conhecidas as medidas de coação aplicadas pelo juiz.

Em poucas semanas, esta é a segunda figura pública da Guiné-Bissau a ser detida no Aeroporto Humberto Delgado a traficar droga. No dia 24 de abril, foi o próprio Ministério Público guineense a dar conta que um procurador tinha sido intercetado, em Lisboa, com 200 gramas de haxixe na mala.

Eduardo Mancanha estava de licença de serviço para estudar em Portugal, há mais de três anos, e foi suspenso de funções pelo Conselho Superior de Magistratura do Ministério Público.ANG/Jornal de Notícias

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031