Select Page

Diplomacia/Novo embaixador de Portugal pede aos guineenses que evitem obtenção de  vistos por via de esquemas

Diplomacia/Novo embaixador de Portugal pede aos guineenses que evitem obtenção de  vistos por via de esquemas

(ANG) – O novo embaixador de Portugal na Guiné-Bissau, Miguel Cruz Silvestre, pediu quarta-feira aos guineenses que evitem esquemas na obtenção de vistos e sigam os canais oficiais.

Miguel Cruz Silvestre entregou, quarta-feira, as suas cartas credenciais ao Presidente  Umaro Sissoco Embaló.

Questionado pelos jornalistas sobre a dificuldade e demora na obtenção de vistos para Portugal, alertou para algumas situações que complicam o processo.

Uma delas é a “tendência para açambarcamento dos agendamentos dos serviços que dão acesso aos vistos” por alegadas redes que cobram depois a quem precisa de uma vaga para pedir o documento.

“Queria pedir aos guineenses que evitem esquemas e sigam os canais próprios. Nós estamos empenhados em criar mecanismos que permitam um acesso inclusivo e equitativo de todos aqueles que solicitam”, disse o embaixador.

Miguel Cruz Silvestre adiantou que o número de vistos emitidos em Bissau tem crescido “na ordem dos 50% cada ano”, e acrescentou que em 2021 foram emitidos cerca de 6.000 vistos, em 2022 mais de nove mil e em 2023 quase 14 mil.

O embaixador referiu que os serviços têm limitações relacionadas com procedimentos que é necessário observar e com os recursos humanos existentes, pelo que insistiu no pedido de “apoio de todos para não recorrerem a esquemas” e para seguirem “os canais próprios”, por ser “a maneira de poder controlar e tornar os processos mais ágeis e mais expeditos”.

O diplomata disse ainda que Portugal “está plenamente empenhado” na concretização do acordo sobre a mobilidade no seio da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa) e lembrou que foi dos primeiros países que adaptou a estrutura legislativa e regulamentar para poder acolher esta nova realidade.

“Esse esforço que foi feito foi repercutido também através das secções consulares e dos consulados gerais de Portugal no mundo. Aqui na Guiné-Bissau temos feito também esse esforço”, afirmou.

Miguel Cruz Silvestre disse ainda que “a embaixada está disponível para encontrar soluções positivas para os problemas existentes”.ANG/Lusa

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31