Select Page

Educação e Saúde/Frente Social anuncia nova paralisação do sector entre os dias 27 á 31 do corrente mês

Educação e Saúde/Frente Social anuncia nova paralisação do sector entre os dias 27 á 31 do corrente mês

 (ANG) – A Frente Social que engloba sindicatos de saúde e educação entregou, esta quarta-feira, um novo pré-aviso de greve para os dias 27 à 31 do corrente mês de Maio.

O anúncio da greve foi feito pelo porta-voz da  organização, Ioio João Correia, em conferência de imprensa realizada hoje para entre outros, criticar o que diz ser “falta de vontade do Governo” no que tange a resolução de problemas da educação e saúde.

Disse que, no dia 11 de Abril tiveram um encontro com o Governo patrocinado pelo Presidente da República,   que serviu de mediador entre as partes, mas  que até a data presente não surtiu efeitos desejados.

“No referido encontro foi assumido o  compromisso de a  Frente Social fazer uma trégua de um mês, para permitir ao Governo trabalhar para, no próximo encontro, previsto para 11 de Maio, se avaliar o que foi feito em relação as reivindicações da Frente Social, elencadas num caderno reivindicativo, e eventualmete se assinar um Memorando de Entendimento sobre a calendarização da satisfação das  reivindicações  a curto, médio e longo prazo.

Correia dise que,  infelizmente, o encontro do dia 11 não aconteceu, uma vez que não foram chamados pelo Chefe de Estado, enquanto mediador e nem do Executivo que é responsável para resolver os problemas dos funcionários, e disse que a  Frente Social não recebeu nenhuma informação sobre o adiamento ou não do encontro.

Para Ioio Correia, essa falha demonstra  a falta de interesse e sensibilidade por parte do Governo em relação as áreas sociais.

Queixa que  há técnicos que estão a trabalhar sem receber, há quatro meses, e diz que, nessa condição  estas pessoas se tornam vulneráveis à corrupção.

“Tendo em conta a esta situação e depois da Frente Social reunir os seus órgãos, decidiu ir para a terceira vaga de paralisações que, se não surtir efeitos, irá avançar com outras formas de reivindicação tais como como vigília e marchas para pressionar o Governo “,disse.

Ioio João Correia disse que vão participar na marcha popular convocada para o próximo dia 18 de Maio como convidados, e diz que a iniciativa  vai ao encontro da defesa dos cidadãos visando  atingir melhores condições de vida.

Apela aos seus associados a nível nacional para participarem, massivamente, nesta manifestação da denominada Frente Popular, uma recém-criada organização cívica,  que engloba diversas figuras pública  guineenses.ANG/MSC/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031