Select Page

Ensino/Presidente da CONAEGUIB exorta  Ministério da Educação a se focalizar no essencial

Ensino/Presidente da CONAEGUIB exorta  Ministério da Educação a se focalizar no essencial

(ANG) – A Presidente da Confederação Nacional das Associações  Estudantis da Guiné-Bissau (CONAEGUIB), exortou o Ministério da Educação Nacional, Ensino Superior e Investigação Ciêntifica a se focalizar no essencial, que diz ser a  “garantia da aprendizagem e ativação  plena de todos os serviços vitais do setor”.

Rosália Djedju falava, terça-feira, na cerimónia da abertura do ano letivo 2023/2024, realizada sob o lema ” Resiliência e Confiança para Uma Educação de Qualidade”, na presença do Primeiro-ministro, do ministro da Educação Nacional, Ensino Superior e Investigação Cientifica e demais personalidades e organizações ligadas ao setor do ensino.  

Disse que quando se  fala  de garantir aprendizagem contínua, quer dizer, garantir o acesso à escola à todas as crianças em idade escolar e jovens,visto que é um dos direitos fundamentais, mas diz que , realmente, tem sido difícil assistir tudo isso no setor  educativo guineense.

A líder da Conaiguib sublinhou que, embora seja dada a abertura ao ano lectivo que transmite uma confiança reservada de que haverá  aulas, o desafio maior será garantir a aprendizagem contínua aos alunos e estudantes, sem que haja grandes interrupções, que ao longo dos oito anos letivos na Guiné-Bissau foi algo impossível, visto que, durante esses anos a educação foi perturbada por séries de paralizações .

Djedju sublinhou que, dar início ao ano letivo convida à toda a comunidade educativa para uma reflexão profunda sobre a educação que tem durante todo esse tempo, e do tipo de serviços que tem prestado como sendo parte importante do sistema educativo.

Sublinhou que  essa reflexão vai ajudar a projetar e ter um ano letivo diferente, pelo positivo, dos anos  já passados, porque o sistema da educação da Guiné-Bissau precisa de ações e execuções de toda a organizaçào técnica e administrativa inserida no quadro legal que regula o setor .

Disse ter a certeza que a organização que têm,  pode sem dúvidas, alavancar o sistema educativo, acrescentando que os professores só podem ser produtivos se o Estatuto de Carreira Docente tiver  total aplicabilidade.

Aquela responsável, referiu que o ano lectivo 2023/2024 coincidiu com a comemoração dos 50 anos da independência e o que o fato deu  uma responsabilidade acrescida à todos os membros do governo, em especial ao ministro da  Educação Nacional, Ensino Superior e Investigação Cientifica, considerando que a educação é setor chave para alavancar o desenvolvimento que todo o guineense almeja.

Djedju sustenta que  esta responsabilidade acrescida se deve ao facto de que o país dispõe de  um número reduzido de infrastruturas escolares de qualidade passados  50 anos da independência e de a Guiné-Bissau se deparar ainda com   insuficiência de infraestruturas nas tabancas, que tem obrigado a muitas crianças do nível do primeiro e segundo ciclo do básico a se deslocarem, à pé, mais de 2 quilómetros para a escola.ANG/MI/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031