Select Page

Governo promete distribuir 172 toneladas de sementes de arroz aos camponeses   

Governo promete distribuir 172 toneladas de sementes de arroz aos camponeses   

(ANG) – O Governo prevê a distribuição de  172 toneladas de sementes de arroz  aos camponeses que utilizam  bolanhas de água doce e 238 toneladas para os que lavram nas de água salgada, 50 toneladas de sementes de macarra e 50 toneladas de feijão.

O anúncio foi feito pela ministra de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Fatumata Djau Baldé na povoção de Carantaba, região de Gabu, leste do país,  a margem da campanha agrícola  2024/2025 .

Na ocasião, a governante  disse  que também vai ser entregue 27 toneladas de milho basil, 200 toneladas de adubo e 62 tratores para apoiar e incentivar a  mecanização  agrícola bem como máquinas de combate à pragas nas culturas.

Djau Baldé disse ainda o Governo vai fornecer  200 unidades de equipamentos de proteção individual, 1400 litros de inseticidas e 3510 doses para vacinação do gado bovino.

″Tudo isso  é ainda insignificante, em termos de potencialidade que temos na Guiné-Bissau. Temos mais de 1 milhão de hectares de terreno para cultivar, temos mais  14 milhão de metro cúbico de água  que cai do céu na época chuvosa e que não aproveitamos devidamente”, afirmou.

Fatumata Baldé  referiu haver terrenos  férteis, pelo que é preciso se juntar as mãos, porque o Governo tem a noção de que deve responder aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que determina que  a luta para acabar com pobreza e fome é uma condição indispensável.

Aquela governante salientou que, o Governo por si só, não pode estar nessa luta, por isso tem vários parceiros tais como o Programa Alimentar Mundial (PAM), Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação  (FAO), Banco Africano  para Desenvolvimento (BAD) entre outros.

Realçou que hoje o Governo e o PR, mais que nunca, estão empenhados para que, com a população se consiga o desenvolvimento da agricultura.

Disse que o Governo tem a consciência de que a agricultura é fonte de maior rendimento e da económia do país, por isso deve-se unir todos os esforços para desenvolver esse sector.

Apelou aos camponeses para envidarem mais esforços no cultivo não só de arroz mas também de outros produtos, nomeadamente da mandioca, do milho, amendoim/mancarra, feijão para diversificar a alimentação.

A governadora da região de Gabu, Elisa Pinto Tavares destacou que a  Guiné-Bissau tem  possibilidades para  produção  de arroz, três vezes por ano, sendo duas vezes na época seca e um vez na época da chuva.

Pediu apoio  da ministra de Agricultura, do PAM, de  FAO no sentido de ajudar os camponeses  de Gabu para que possa ter capacidades técnicas para retenção das águas das chuvas para a lavoura.

A Representante de comunidade da Carantaba,  Mamadu Lamine Baio pediu máquinas de lavoura e diz que só com máquinas poderão desenvolver a agricultura. ANG/MI/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30