Select Page

Greve de três dias decretada pela Frente Social está a ter impacto negativo na vida dos pacientes do HNSM

Greve de três dias decretada pela Frente Social está a ter impacto negativo na vida dos pacientes do HNSM

(ANG) – A greve de três dias decretada pela Frente Social, que engloba sindicatos do sector da saúde e educação está a ter consequências negativas na vida dos guineenses que procuram o Hospital Nacional Simão para assistência médica, apurou hoje a ANG, no maior centro hospitalar do país .

Devido a  paralisação, os serviços da consultas externas, do maior centro hospitalar do país, só atende pacientes com quadro clínico considerado grave. Casos de diareia, por exemplo não são  atendidos.

Nota-se ainda que os serviços de urgências estão a funcionar, mas com números de profissionais reduzidos. “Por exemplo, se num serviço exerciam três médicos nos dias normais, nestes dias de greve o mesmo serviço funciona com apenas uma médico”, disse a ANG um médico que não quer se identificar, frisando que não é por acaso que o movimento está fraco no hospital.

Segundo ele, numa situação normal em que todos os serviços estão a funcionar a cem por cento a situação é totalmente inversa.

Maimuna Sarr, disse que está a sentir-se mal deste segunda-feira e hoje recorreu ao Serviço de Consulta Externa do Hospital Simão Mendes mas que percebeu  que não podia ser atendida, por não apresentar sintomas graves.

Afirmou que que vai procurar outra solução, pedindo consultas a prima de seu marido, que é uma médica.  Caso não conseguir, disse que  vai á uma clinica, apesar de ser mais custoso.

Para Bacar Djassi que acompanhou a sua mulher em estado avançado de gravidez , a saúde dos guineenses, mesmo sem greve nos hospitais, é uma preocupação quanto mais com greves.

Djassi critica   que são os mais fracos que sofrem as consequências ou a “irresponsabilidade”, dos governantes, tendo pedido um entendimento rápido entre os sindicatos e o Governo .

“Essas pessoas que estão a voltar para casa são da classe baixa ou média caso contrário estariam em Dakar ou nas clinicas privadas para consultarem. Infelizmente e ainda dizem para não tomar medicamentos tradicionais nem os que são vendidos nos mercados “, acrescentou Djassi.

A ANG tentou sem sucesso contactar o Diretor-clinico e o Presidente do Sindicato de Base do Hospital Nacional Simão Mendes..

A  Frente Social que decretou greve para os dias  18, 19 e 20 do corrente mês,  reivindica o pagamento de 10 meses de salário em atraso aos professores e técnicos de saúde, a efectivação de novos quadros contratados pelo Governo para os dois setores, a adopção de um novo currículo escolar bem como a melhoria de condições laborais.ANG/MSC/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930