Select Page

Grupo de militantes do PRS que contesta liderança do partido pede marcação do congresso

Grupo de militantes do PRS que contesta liderança do partido pede marcação do congresso

(ANG) – O Grupo de militantes do Partido da Renovação Social (PRS) que contesta a  liderança de Fernando Dias, presidente interino, pediu hoje a marcação de um congresso extraordinário do partido, o mais rapido possível tendo em conta os futuros embates eleitorais.

O pedido do grupo foi feito numa conferência de imprensa, que visava não só pedir a convocação do congresso mas também reagir às declarações de Fernando Dias, segunda as quais, o grupo atua ao serviço de terceiros.

“Um líder deve aceitar duas coisas ,elogios e críticas. São dois aspetos que fazem uma pessoa crescer ou seja, não se pode pensar coabitar só com as pessoas que  elogiam. Se Fernando Dias almeja o poder deve organizar internamente o partido ,se não o fizer nunca chegará ao poder”,disse João Roberto Matchina, coordenador do grupo.

Pediu ao líder interino do PRS a deitar o  “machado de guerra” e apostar no diálogo, para o bem do partido que diz ser de todos.

Roberto Matchina nega que  o grupo esteja ao  serviço de alguém, e acusa  Dias de se ter apoderado   de muito dinheiro, durante  pouco tempo à frente dos renovadores ,com assinatura de diferentes acordos sem consentimento do partido. E cita os  acordos com a Coligação PAI-Terra Ranka  e com a  APU-PDGB  e futuramente com o  Madem G-15.

“Alegou ter atrasado o pagamento da renda da Sede Principal do partido,  em Belém mas  recebeu 30 milhões de francos CFA ,depois  25 milhões e mais  23 milhões de fcfa de um militante, tudo para liquidar a divida com a dona  do imóvel- sede, o que não se verificou até que fomos expulsos da sede e ele mandou retirar tudo o que estava na sede para um lugar desconhecido”, revelou o coordenador do grupo protestante.

 Matchina  diz que Feernando Dias recebia 10 milhões mensais do governo da Coligação Pai-Terra Ranka  demitido, e que recebera nesse quadro 30 milhões de francos CFA, correspondentes aos três meses de funções desse governo, e agora questiona do paradeiro desse dinheiro.

O politico critica  que sempre que o Fernando Dias foi abordado sobre o congresso desvia a atenção dos militantes com atos tais como o recente  acordo com APU-PDGB e um outro possível com o Madem ,sem contudo renunciar ao que o PRS já tinha assinado com Pai-Terra Ranka.

Na conferência de imprensa estavão presentes dirigentes e militantes do partido que apoiam o grupo.

Fernando Dias exerce funções de presidente interino do partido  devido ao falecimento em25 de janeiro de 2023 do antigo presidente, Alberto Nambeia  ANG/MSC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30