Select Page

INE capacita seus técnicos em matéria de Gestão de Dados

INE capacita seus técnicos em matéria de Gestão de Dados

Bissau 01 Mar 23 (ANG) – O Instituto Nacional de Estatística (INE) iniciou hoje uma ação de capacitação dos seus técnicos em matéria de Gestão de Dados, com o objectivo de dotá-los de  habilidades  e conhecimentos necessários para gerir processos de dados com eficácia.

Falando no acto da abertura do seminário, o Director Nacional do INE disse que a formação será administrada pela organização denominada de Inovação de Acão para Pobreza(IPA) e o Programa das Mações Unidas para Desenvolvimento (PNUD), que constataram que o INE carece de capacitação de  seus recursos humanos.

Roberto Vieira disse que estas organizações vão apoiar no quadro do Índice Harmonizado do Preço no Consumidor ou seja a Inflação.

Aquele responsável sublinhou que estes indicadores não são calculados só no país, mas sim, a nível de todos os Estados da União Monetária Oeste Africana (UEMOA).

“Até ao momento esses sinais são calculados manualmente na Guiné-Bissau e  os dados nas regiões são enviados no papel para depois serem introduzidos. Os nossos parceiros perceberam que isso cria o que na estatística chamamos de erros ou omissões, que são falhas que acontecem ao longo da cadeia, por isso este apoio vai ajudar para que os dados possam ser recolhidos através de computadores “,disse.

Segundo Vieira, depois desta sessão, a formação vai continuar e lá para os meses de Abril e Maio próximos, os técnicos vão começar a usar as novas tecnologias de informação na recolha de dados a nível do país.

Questionado sobre para quando o início do novo Recenseamento Geral da População e Habitação,  o Director Nacional do INE disse que é a maior operação de estatística que existe, acrescentando que, por normas internacionais devia se fazer de 10 em 10 anos.

“O que acontece é que na Guiné-Bissau não se cumpre ou respeita cabalmente o critério imposto pelas Nações Unidas”, disse Roberto Vieira.

O primeiro recenseamento geral da população foi realizado em 1978, o segundo em 1991, o terceiro em 2009 e o quarto devia se realizar em 2019, o que não aconteceu por falta de recurso.

Roberto Vieira adianta que, se tudo correr como previsto, no próximo dia 26 de Março deste ano vai ser iniciada o processo da cartografia digital que vai durar 10 meses.

Vieira salientou que apesar do INE anunciar que o próximo Recenseamento Geral da População e Habitação  vai ser realizado este ano, segundo o cronograma da instituição, o ato propriamente dito deve ter lugar  só em 2025.

“Tem que iniciar com estas fases, caso contrário não será um sucesso. Já foi criado um gabinete denominado Departamento Central do Recenseamento”, disse.

Para o representante da IPA, a formação irá auxiliar os quadros técnicos do INE a estruturarem a digitalização num contexto de fragilidade social e económica, provocado pela  crise internacional.

 “O IPA por ser uma organização sem fins lucrativos comprometida em reduzir a pobreza global através de evidências criou um programa de treinamento  abrangente que fornecerá aos participantes ferramentas que poderão ser utilizadas para melhorar os atuais processos nacionais estatísticos com os quais trabalham”, explicou.

O seminário terá a duração de dois meses e foi financiado pelo PNUD num montante não revelado. ANG/MSC/ÂC//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30