Select Page

Presidente da República denuncia “falta de respeito” dos Estados Unidos

Presidente da República denuncia “falta de respeito” dos Estados Unidos

(ANG) – A Guiné-Bissau “não é um país traficante“, afirmou o Presidente da República Umaro Sissoco Embaló a partir de Lisboa onde se encontrava em uma visita de Estado.

O chefe de Estado,  rejeita a medida dos Estados Unidos denunciando tráfico de pessoas na Guiné-Bissau.

 O presidente americano, Joe Biden, anunciou que iria reduzir ajudas e restringir as relações comérciais com a Guiné-Bissau. Isto para sancionar o Estado por ficar inactivo nessa área. O presidente guineense exigiu “respeito mútuo”.

Umaro Sissoco Embaló, em declarações à agência Lusa,promete para breve uma reacção a nível do Ministério dos negócios estrangeiros sobre o caso e descarta que o seu país seja um Estado falhado.

Na Guiné-Bissau nós não somos traficantes. E nunca a Guiné-Bissau alinhou no tráfico humano. Eu já dei orientações ao ministro dos Negócios Estrangeiros. Haverá alguma reação do Estado da Guiné-Bissau.

No entanto, a Liga dos direitos humanos, num registo da agência Lusa, alega perceber a análise americana sobre o tráfico humano no país. A Liga denuncia há muito casos de crianças levadas para fora do país que acabam na mendicidade. Ou de jovens raparigas aliciadas para redes de prostituição em várias partes do mundo.

SegundoBubacar Turépresidente em exercício daquele organismo, nunca houve condenações de suspeitos ou até de pessoas apanhadas em flagrante delito. 

O dirigente da Liga salienta que existe uma lei para proteger os cidadãos deste tipo de tráfico, mas os recursos que deviam ter sido mobilizados para o efeito nunca chegaram a ser implementados.

Esta medida do governo dos Estados Unidos não nos surpreende porque é uma medida que, no fundo, vem provar que a Guiné-Bissau está em falta no que concerna aos seus compromissos internacionais face à promoção e à protecção dos direitos humanos. Neste caso, em concreto, o combate ao tráfico de seres humanos. 

As sanções dos Estados Unidos decorrerão a partir deste Verão do hemisfério Norte. Dizem respeito a vários programas de ajuda, desde formação militar até promoção da saúde.

Na lista negra norte-americana dos países com medidas insuficientes para travar o tráfico de pessoas, a Guiné-Bissau faz parte dos Estados situados no nivel três; sendo o nivel quatro o mais baixo, ou mais problemático.ANG/RFI

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031