Select Page

Setor privado/ Mama Samba Embaló legitimado na presidência da CCIAS

Setor privado/ Mama Samba Embaló legitimado na presidência da CCIAS

(ANG) – A Presidência da Câmara do Comércio Indústria e Serviços que Mama Samba Embaló exercia, interinamente, foi, sábado, legitimado numa assembleia-geral de associados da organização, com 267 votos a favor e para um mandato de quatro anos.

Samba Embaló apontou a reconciliação do setor  empresarial  e relançamento das empresas guineenses como principais prioridades de seu mandato.

Mama Samba Emabaló foi eleito Presidente da CCIAS, no sábado(27), na Assembleia Geral Extraordinária da organização,  com 267 votos a favor, contra 104 votos de Ibraima Djaló e 08 votos de Antônio Barbosa, seus adversários.

Segundo, o jornal “O Democrata” que cita  os dados da mesa da Assembleia Geral realizada no ilhéu de Gardete, setor de Prábis, região de Biombo, registou-se no total 82 abstenções, 04 votos nulos e 02 votos em branco no universo de 467 delegados vindos das diferentes regiões do país.

Após a divulgação dos resultados, o candidato eleito, Mama Samba Embaló, afirmou que o grande vencedor é o setor privado guineense, que saiu mais reforçado.

Apontou a reconciliação do setor empresarial guineense como uma meta a atingir, por forma a resgatar o setor privado guineense da situação de falência em que se encontra.

Mama Samba prometeu  que durante os quatro anos de mandato, a sua direção vai apostar em empreendedorismo juvenil e  das mulheres. Acrescentou que a Câmara do Comércio, Indústria, Agricultura e Serviços é membro da Câmara Consular Regional da União Económica e Monetária Oeste Africana (UEMOA) e a Guiné-Bissau irá presidir aquela organização, razão pela qual era urgente realizar a Assembleia Geral extraordinária para legitimar a direção da Câmara.

Embaló disse que, com a renovação dos órgãos sociais daquela organização, os responsáveis vão começar a trabalhar para que haja uma boa campanha de comercialização da castanha de caju, a fim de poder satisfazer a população guineense, em particular os agricultores.

Questionado para quando o alargamento das estruturas da CCIAS às regiões, Mama Samba Embaló disse que isso não aconteceu no passado devido à falta de capacidades e de recursos materiais, tendo em conta a conjuntura do país, mas diz que estão a fazer de tudo para alargar as estruturas para as regiões, para agrupar todos os empresários e entidades que trabalham neste setor importante para o desenvolvimento da Guiné-Bissau.

“Neste mandato também vamos apostar na formação dos associados e apoiá-los em termos de organização, dando seguimento para que possamos andar no mesmo caminho. Vamos ainda trabalhar com o governo numa parceria público-privada para o bem da economia nacional e o desenvolvimento almejado”, sublinhou.

O candidato derrotado, Antônio Barbosa disse que o resultado da votação é justo, mas que o mais importante é que saíram do afogamento dos botes de governação e dos tribunais.

Disse que  qualquer atividade que pretendiam fazer sempre era invocada a questão da legitimação dos órgãos sociais, caduca desde 2015.

 “O setor privado guineense está em condições de iniciar embates para o bem do setor, e estou disponível para colaborar com o novo presidente para trabalhar e organizar a organização”, declarou Barbosa..ANG/ O Democratagb

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30