Select Page

Sinjotecs preocupado com  a situação da imprensa no país, depois da dissolução do Parlamento

Sinjotecs preocupado com  a situação da imprensa no país, depois da dissolução do Parlamento

(ANG) – O Sindicato dos Jornalistas e Técnicos da Comunicação Social da Guiné-Bissau (Sinjotecs) disse estar a seguir com muita preocupação a situação da imprensa no país, depois da dissolução do Parlamento no dia 4 de dezembro.

A preocupação do SINJOTECS foi manifestada pelo seu Secretário Geral Diamantino Domingos Lopes em entrevista à Voz de América, na qual refere que mantém informadas as organizações internacionais de defesa da liberdade de imprensa e dos jornalistas sobre a situação na Guiné-Bissau.

“Depois da tomada da televisão e da rádio públicas pelos militares, as redes sociais foram inundadas por ameaças a profissionais”, salientou aquele responsável.

Disse que nos últimos quatro anos, vários jornalistas foram agredidos, sem que os autores desses atos tenham sido descobertos e responsabilizados e estações de rádio foram invadidas e destruídas.

“O ambiente é de calma”, afirma o secretário-geral da Sinjotecs em entrevista à Voz da América, na qual apela ao respeito pelo trabalho dos profissionais da comunicação.

Diamantino Domingos Lopes diz que até agora não há informação de qualquer ameaça ou ato contra os meios privados, mas a rádio Capital FM, aparentemente por decisão própria, decidiu suspender um espaço de opinião.

Disse que, já receberam um pronunciamento de apoio da Associação dos Jornalistas de Cabo Verde. ANG/MI/ÂC

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829