Select Page

Caso 6 biliões/Ministro da Economia e Finanças considera de “legal e normal” o processo

Caso 6 biliões/Ministro da Economia e Finanças considera de “legal e normal” o processo

(ANG) – O ministro da Economia e Finanças considerou de “legal, recorrente e normal” o processo de solicitação de empréstimo no valor de seis biliões de francos CFA junto do Banco de África Ocidental(BAO), para pagar dívidas contraídas junto de alguns credores.

Suleimane Seidi falava segunda-feira à imprensa, à saída de uma interpelação de esclarecimento junto dos deputados da nação.

“Explicamos isso muito claramente aos deputados, com base nas atribuições e competências que nos são reservadas enquanto Ordenador Nacional das despesas do Estado”, salientou o governante.

O Ministério da Economia e Finanças  pediu um financiamento ao Banco da África Ocidental (BAO) para pagamento das dívidas contraídas junto de alguns credores, nomeadamente, Marisqueira de Safim, Emiliano Nosoline Reis, Connecting SARL, Hotel Império, Emídio Carlos Alves, e Comacodi Contruções.

O Ministério Público desencadeou na passada sexta-feira, 24, uma operação de busca e apreensão no Ministério das Finanças e na sede principal do Banco da África Oficial (BAO), em que o Governo é o  principal acionista.

O titular da pasta das Finanças disse que, durante a audição no parlamento, foi obrigado a observar alguns aspectos para não interferir em questões ligadas à investigação do caso pela justiça.

Perguntado sobre se o montante de seis biliões de francos CFA já foi pago ou não, Suleimane Seidi sublinhou que, foi apenas um pedido de financiamento submetido ao Banco com base em fundamentos da Lei.

“As atribuições e competências nos dão essas prerrogativas de fazer esse tipo de pedidos e portanto foram observadas e correu todos os trâmites legais”, salientou.

O governante disse contudo que, devido as situações que estamos a viver em que esta questão foi levantada, a Assembleia Nacional Popular é soberana para pedir os esclarecimentos nesse sentido”, disse.

“Da nossa parte estamos à vontade e explicamos tudo o que entendemos e a partir daí as coisas vão continuar no âmbito da Comissão de Inquérito que os deputados vão criar e da nossa parte estamos dispostos a colaborar”, afirmou.

Durante a interpelação no parlamento, os deputados da oposição dizem que é um escândalo financeiro e pede a demissão do ministro da Economia e Finanças.

Até os deputados da bancada que suporta o Governo quiseram saber de Suleimane Seidi o porquê de ter mandado pagar seis mil milhões de francos CFA, cerca de 10, a um grupo de 11 empresas.

O parlamentares também perguntaram ao ministro se considera pertinente o pagamento dessa dívida numa altura em que se diz que o país enfrenta dificuldades de tesouraria.ANG/ÂC

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Anúncio – Participe do FGI

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30