Select Page

Política/ Primeiro-ministro procede entrega formal do Programa do Governo ao parlamento

Política/ Primeiro-ministro procede entrega formal do Programa do Governo ao parlamento

(ANG) – O Primeiro-ministro procedeu hoje a entrega formal do Programa do Governo  e do Orçamento Geral do Estado/2023 à Assembleia Nacional Popular.

ʺEntregamos a proposta  do programa do governo e do Orçamento Geral do Estado/2023, e o governo continua a trabalhar na proposta de Orçamento Geral do Estado para 2024. Entendemos que até ao final deste mês e início do mês de Novembro estarémos em condições de sobmeter a proposta do Orçamento Geral do Estado/2024 para apreciação na próxima sessão.ʺ parlamentar, explicou Geraldo Martins em declarações à imprensa.

Martisn agradeceu  a disponibilidade da ANP para receber estes instrumentos, particularmente o seu presidente, Domingos Simões Perreira, e solicitou a colaboração  da  ANP no sentido de agendar ,quer a proposta do programa, quer do Orçamento Geral do Estado para a próxima sessão parlamentar, que terá lugar em Novembro.

Disse que o OGE/2024 vai ser  alinhado com o Programa de Governação, pelo que espera  que seja  aprovado pela ANP, porque uma vez aprovado o Executivo estará  em condições de ajustar o Orçamento em função do programa aprovado.

“O OGE será completamente alinhado com o programa e seus eixos, que terá em linha de conta a situação do país e também as grandes prioridades definidas pelo governo nas mais diversas áreas, nomeadamente, a educação e saúde, que são as que  preocupam bastante”, disse.

Geraldo Martins reiterou que a prioridade do governo são essas duas áreas, mas diz que também vão ser dadas  importância partricular à outros setores nomeadamente o de desenvolvimento instituicional e a infra-estruturação do país.

A programa entregue ao parlamento contempla  seis eixos, nomeadamente a reforma do sistema político e  modernização do Estado, crescimento económico e desenvolvimento do sector produtivo, a infra-estruturação do país, o desenvolvimento do capital humano, a política externa e a preservação da biodiversidade.

Quanto a crise de energia que assolou Bissau e arredores nos último dias, Geraldo Martins declarou que o Governo está a trabalhar  para  ter alternativas. “Provavelmente, até ao final deste ano e início do próximo ano, vamos ter alternativas para não ficarmos completamente dependentes desta empresa”, disse referindo-se à empresa turca Carpower, que cortou energia a ciade de Bissau as 00H30 de terça-feira sem aviso prévio aos consumidores cuja maioria usa o sistema pré-pago para ter luz em casa.

Para além do fornecimento de energia elétrica através da OMVG, o Governo conta com  central elétrica de Bôr, que deverá igualmente entrar em funções.ANG/MI//SG

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Videos Recentes

Loading...

Siga-nos

Dezembro 2023
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31